Fevereiro 14, 2022
Do Agencia De Noticias Anarquistas
289 visualizações

Ativistas da iniciativa Food Not Bombs decidiram hoje suspender temporariamente seu ativismo devido à repressão em curso no país. A iniciativa foi engajada em solidariedade com os desabrigados e pessoas com problemas econômicos durante 2020 e 2021. No auge da repressão, apesar das ameaças de violência por parte dos punidores, todos os fins de semana havia um lugar no centro de Minsk onde se podia conseguir uma porção gratuita de comida e roupas quentes.

A iniciativa Food Not Bombs começou na Bielorrússia em 2006 como um protesto contra o militarismo do estado bielorrusso, que estava disposto a gastar enormes somas de dinheiro em militares e Ministério do Interior, mas não foi capaz de suprir as necessidades básicas da sociedade. Durante sua existência, centenas de pessoas participaram da iniciativa, e o número de pessoas que foram apoiadas é de milhares.

A necessidade do FNB ainda existe, mas o sucesso da destruição das iniciativas de base torna a solidariedade extremamente perigosa e difícil. Durante o protesto, os ativistas da iniciativa já foram detidos e encarcerados por detenções de curto prazo. O compromisso de muitos ativistas com os pontos de vista anarquistas não poderia deixar de ser ignorado pelas estruturas punitivas.

Queremos apenas desejar boa sorte aos membros do coletivo e agradecer a todos que estiveram envolvidos na luta contra a pobreza durante todos estes anos! Estamos orgulhosos de vocês!

A alimentação é um direito, não um privilégio!

Fonte: https://pramen.io/en/2022/01/15-years-in-the-fight-end-of-food-not-bombs-in-belarus/

Tradução > dezorta

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/02/03/bielorrussia-ativistas-do-food-not-bombs-recebem-sentencas-de-prisao-por-doar-alimentos/

agência de notícias anarquistas-ana

a lua se foi
meu rouxinol se calou
acabou-se a noi-

Issa



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org