Maio 4, 2021
Do Reporter Popular
239 visualizações


Além da distribuição de mais de 250 cestas básicas, houve muralismo e oficina de serigrafia para as crianças na Arena Macacos

Texto do Movimento de Organização de Base (MOB-RJ)

Na comunidade do Morro dos Macacos, zona norte do Rio de Janeiro, o final de semana dos dias 1 e 2, que marca o dia do Trabalhador e da Trabalhadora, contou com diversas atividades. Organizadas pelo Coletivo Macacos Vive e pelo Grupo Entre Amigos, dois coletivos locais. As ações receberam apoio da Papelito, do músico de reggae Hélio Bentes, e do Movimento de Organização de Base através da Campanha de Luta Por Vida Digna.

Ação de solidariedade na quadra

Desde o início da pandemia o Entre Amigos e o Macacos Vive têm se empenhado na distribuição de cestas básicas, além da promoção de diversas atividades de lazer e cultura, trabalhando cotidianamente para trazer uma vida mais digna para a comunidade nesse momento tão crítico que os moradores tem passado. Nesse dia tão importante para a memória e vida do povo, isso não poderia ser diferente.

Mural do projeto “Minha Gente”

Através do Projeto “Minha Gente Pelo Brasil”, desenvolvido pela Papelito e o músico Hélio Bentes, vocalista do grupo de reggae Ponto de Equilíbrio que foi criado no Morro dos Macacos, foram distribuídas mais de 250 cestas básicas para os moradores.

Revitalizada, Arena Macacos recebe atividades

Além disso, houve diversas atividades na Arena Macacos, onde ocorrem os torneios de futebol e é um dos espaços de lazer abertos para a comunidade. A quadra já passava por uma grande reforma impulsionada pelos coletivos de moradores. O artista Vavau pintou os logos dos times locais e o Movimento de Organização de Base fez um muralismo no espaço com os dizeres “Garantir esporte e lazer é lutar por vida digna”, reforçando que nossa luta perpassa pela garantia do acesso à todos os direitos.

Além disso, o MOB também realizou uma atividade de serigrafia com as crianças, estampando camisas com os logos dos grupos e do 1º de Maio, relembrando a importância desta data para toda a classe trabalhadora.

Assim, seguindo nas ações de solidariedade, fortalecendo o apoio mútuo e os laços comunitários, o povo se torna mais forte para enfrentar essa profunda crise social e sanitária e lutar por uma vida diga para todas e todos.

Viva o 1° de maio! Nossos direitos foram conquistados com sangue e luta!

Na luta por vida digna!




Fonte: Reporterpopular.com.br