142 visualizações


O Brasil alcançou o trágico número de 300 mil vidas perdidas, no pior momento da pandemia da covid-19 em um ano. Desde o início, Bolsonaro fez o máximo possível para sabotar o controle da doença e a vacinação dos brasileiros, incentivando aglomerações, criticando o uso de máscaras e desrespeitando o luto daqueles e daquelas que se foram, com o apoio de todo o seu governo, dos militares aos neoliberais, e a conivência dos outros poderes.

Nesse momento somos o país com o maior volume de mortes no mundo, com mais de duas mil vítimas diárias, em meio a variantes do vírus que se alastram pelas regiões, atingindo um povo que passa fome, está desempregado, sem auxílio e sem vacina. Há quem diga que os números diários de vítimas serão ainda maiores com o colapso nacional, já que em todos os estados há registros de pessoas morrendo sem conseguir vaga em hospital, em um cenário sem perspectiva de melhora.

Essa gravíssima situação não dá outra alternativa a não ser uma forte revolta pela base, espalhada pelo país, exigindo auxílio digno para o povo e vacinação em massa. Um recado claro às classes dominantes que esse genocídio não pode continuar!

A classe capitalista e os governantes não podem seguir matando nosso povo sem uma resposta à altura! Por isso defendemos nos espaços de militância que os movimentos populares lancem mão de todo seu repertório de lutas, com ação direta e independência de classe, para mostrar que queremos permanecer vivos, de forma digna!

DESEMPREGO E PANELA VAZIA É REVOLTA NA PERIFERIA!
FORA BOLSONARO, MILITARES E PAULO GUEDES! PELA DEMOCRACIA DIRETA!
POR VACINAÇÃO EM MASSA E AUXÍLIO PARA TODOS!

Coordenação Anarquista Brasileira,
Março de 2021




Fonte: Cabanarquista.org