Novembro 27, 2020
Do Agencia De Noticias Anarquistas
315 visualizações


Após o fim da 2ª Guerra Mundial, a devastação foi tão grande e os crimes de guerra tão extensos que as forças aliadas vitoriosas determinaram que era necessário impor alguma forma de punição aos responsáveis pela geração dessa máquina de destruição e extermínio contra a humanidade.

Houve um cabo de guerra político entre os Aliados sobre o que fazer com os líderes nazistas capturados.

A certa altura, havia aqueles que defendiam as execuções sumárias, mas no final um julgamento por um Tribunal Militar Internacional foi considerado importante para educar o mundo sobre o que havia acontecido.

Esses foram os julgamentos de Nuremberg, que começaram em 20 de novembro, 75 anos atrás.

Pouco se sabe, no entanto, de um extraordinário processo de análise psiquiátrica e psicológica dos prisioneiros que foi realizado em paralelo para tentar encontrar as origens de seu mal.

Horas e horas de entrevistas, exames e observações geraram inúmeros documentos que foram esquecidos e, em 2016, foram resgatados no livro Anatomia do mal: O Enigma dos Criminosos de Guerra Nazistas.

Seu autor, Joel Dimsdale, professor emérito de Psiquiatria da Universidade da Califórnia, em San Diego, conversou com a BBC.

>> Para ler o texto na íntegra, clique aqui:

https://www.bbc.com/portuguese/geral-55035660

agência de notícias anarquistas-ana

engano amigo
tenho a impressão
que a lua vem comigo

Estrela Ruiz Leminski




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org