Novembro 22, 2020
Do Reporter Popular
127 visualizações


Foto destacada: Alass Derivas

Na sexta-feira, 20 de novembro, dia da Consciência Negra uma manifestação reuniu milhares de pessoas em frente ao Carrefour Passo d’Areia (Zona Norte de Porto Alegre), pedindo justiça para José Alberto, o Nego Beto. Na noite anterior, Beto, homem negro de 40 anos foi espancado até a morte por dois homens brancos, seguranças privados do Carrefour (um deles era Policial Militar).

A manifestação foi convocada  por familiares, amigos, vizinhos, além da torcida Os Farrapos do São José, da qual Beto era integrante. A manifestação se iniciou com cânticos da torcida, além de falas de amigos e familiares, que fizeram memória a Nego Beto e pediram justiça. Em seguida aconteceu uma caminhada fúnebre até o estádio Passo D’areia, do São Jose.

Ao mesmo tempo em que se iniciou a caminhada, centenas de manifestantes conseguem adentrar o estacionamento do Carrefour e deixar seu recado de indignação. A Tropa de Choque da Brigada Militar esteve presente para proteger a propriedade privada da sede da multinacional Carrefour.

Mesmo assim, não conseguiu impedir o escracho a empresa, que era chamada de assassina pelos manifestantes. Um confronto entre a polícia e a revolta popular se iniciou no final da tarde e durou várias horas. A polícia utilizou de bombas de efeito moral, balas de boracha e gás lacrimogênio para impedir a tentativa de invasão. Manifestantes resistiram por horas com barricadas, pedras e fogos de artifício. Veja o vídeo abaixo.

Uma nova manifestação está sendo convocada para segunda-feira (23/11) em frente ao Carrefour da Av. Bento Gonçalves, no Bairro Partenon.

Confira as Fotos de Alass Derivas:

Foto: Alass Derivas
Foto: Alass Derivas
Foto: Alass Derivas



Fonte: Reporterpopular.com.br