Novembro 19, 2020
Do Centro De Cultura Libertária
187 visualizações


Normal
0

21

false
false
false

PT
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Table Normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

 

O VOE tomou a decisão de adiar o debate previsto para o
próximo dia 28/3 no CCL.

Foi uma decisão ponderada e, neste momento, não nos faz sentido organizarmos um
evento que pretende juntar várias pessoas num mesmo espaço.

Tratou-se ainda de uma decisão única e exclusivamente nossa e que nada tem a
ver com medidas “impostas” nem com o “alarmismo” dos média.

De acordo com a evolução previsível da propagação do vírus, acreditamos que nos
cabe a todos, dentro das nossas possibilidades, tentarmos adiar a sua
transmissão ao máximo, sobretudo para tentarmos evitar que o SNS entre em
colapso.

Não por nós, nem apenas por quem estaria presente, mas por quem realmente pode
vir a sofrer as consequências de precisar de assistência e não a ter.

Sabemos que as maiores prejudicadas nesta situação serão todas as pessoas que
se encontram fragilizadas, seja por doença ou pela faixa etária em que se
incluem e, naturalmente, as classes mais baixas, que irão sofrer as
consequências a todos os níveis (como já estão a sofrer os pequenos negócios e
os trabalhadores a falsos – e verdadeiros – recibos verdes de empresas que
meteram “férias”). Somos uma comunidade e cabe-nos proteger os mais “fracos”, e
sabemos bem que neste sistema capitalista um alastramento maior será uma
eugenia com destino óbvio (com ou sem intenção, não vamos teorizar).

O debate será certamente realizado mais tarde, em data a anunciar.

Debate e vídeo: “O Punk e o Anarquismo abandonaram o Veganismo em Portugal?”

16h: Vídeo da conferência: “La misma libertad. Liberación animal desde una perspectiva libertaria”

17h: Debate com introdução pelo V.O.E.: “O Punk e o Anarquismo abandonaram o Veganismo em Portugal?” com elementos do(s) respetivos movimento(s).
 
20h: Jantar Vegano (Benefit para o CCL)




Fonte: Culturalibertaria.blogspot.com