Fevereiro 12, 2022
Do A Companha
275 visualizações

A luta por uma Casa de Passagem Indígena, um local adequado para abrigar famílias indígenas durante sua estadia em Florianópolis, já existe há mais de 20 anos e teve a construção determinada em decisão da justiça federal.

Desde 2018, a justiça determinou que a prefeitura de Florianópolis construa a Casa de Passagem Indígena definitiva em terreno cedido pela União, ao lado do terminal desativado de ônibus do Saco dos Limões (Tisac). E, enquanto a obra não fica pronta, garanta condições adequadas para a permanência das famílias no terminal de ônibus desativado no Saco dos Limões (Tisac).

A prefeitura de Florianópolis não fez uma coisa e nem outra. A longo de todo esse processo o Município vem se omitindo de seu papel de promover melhorias no local. Diante do abandono e da urgência, a Comissão indígena pela Casa de Passagem, organizações e coletivos de luta convidam apoiadoras e apoiadores para uma Assembleia para articular e fortalecer a mobilização pela construção da Casa de Passagem Indígena.

A Assembleia de Apoiadores acontecerá durante a Feira da Resistência que terá venda de artesanatos, de camisetas e também apresentações culturais do povo Kaingang. A Coletiva Bem Viver estará lá fortalecendo essa luta em defesa de um espaço digno para os povos indígenas na capital!

Onde: TISAC
Quando: sábado, 12/02
Horário: às 14h
Inscrição: https://bit.ly/AssembleiadeApoiadores

ATENÇÃO:
A assembleia será gravada para resguardar o espaço de intervenções com discurso de ódio, racismo e medidas jurídicas poderão ser tomadas. Participantes deverão preencher o formulário online ou no momento da entrada e apresentar documento para conferência de dados._

Vamos à luta!
CASA DE PASSAGEM INDÍGENA JÁ!
Floripa é terra indígena!






Fonte: Tecendoredes.libertar.org