Novembro 9, 2020
Do Reporter Popular
245 visualizações


No último sábado, 7, em Jaguarão, fronteira do Brasil com Uruguai, ocorreu um ato simbólico no largo das bandeiras, se somando à chamada de JUSTIÇA POR MARI FERRER e tantas outras mulheres vítimas de abusos, violências e feminicídio.

Com cartazes, palavras de ordem e um varal estendido com roupas brancas sujas de vermelho, simbolizando as múltiplas violências que atingem mulheres e meninas no mundo, brasileiras e uruguaias protestaram juntas pelo fim das violências contra as mulheres.

Na mesma semana em que a justiça absolveu o estuprador de Mariana, na fronteira sul houve mais 2 casos de feminicídio: Simone Souza em Rio Grande e Tairane em São Lourenço do Sul. Com palavras de ordem como “É por Mari, por Lorena, por Simone, por Tairane, por Gabi, é pelas outras que não estão aqui!”, as mulheres denunciaram a violência machista e também fizeram memória à Gabi e Lorena, recentemente assassinadas na fronteira. 




Fonte: Reporterpopular.com.br