Fevereiro 16, 2022
Do A Companha
156 visualizações

Chamado da atividade

Na próxima quarta-feira, 16, será realizada uma Audiência de Conciliação na 6ª Vara Federal para discutir a construção da Casa de Passagem Indígena de Florianópolis.

Indígenas que vem para Florianópolis vender seu artesanato enfrentam duas décadas de descaso e racismo, sem ter um local digno para dormir, trabalhar e cuidar de seus filhos. A prefeitura de Florianópolis ignora a situação mesmo com decisões judiciais favoráveis à construção da Casa de Passagem.

Depois de muitos anos ocupando vãos de viadutos, indígenas atribuíram função social ao Terminal desativado do Saco dos Limões e o utilizam como local provisório de permanência até que a prefeitura efetive a construção em terreno ao lado cedido pela União.

📑 A construção não sai do papel

A Prefeitura de Florianópolis não cumpre um termo de acordo firmado com a União e o Ministério Público Federal (MPF) de cuidar do local provisório e de construir a Casa de Passagem Indígena. As famílias ainda permanecem em um local em situação precária, acampados em barracos de lona enquanto trabalham pra alimentar suas famílias.

📢 É hora de fortalecer a mobilização!

Conforme deliberado em Assembleia realizada sábado, 12, apoiadores farão uma mobilização de apoio à construção da Casa de Passagem em frente à Justiça Federal durante a Audiência de Conciliação. Momento de pressão para que o Poder Judiciário decida por garantir condições dignas para permanência de indígenas em Florianópolis enquanto trabalham para garantir o seu sustento.

Será na próxima quarta-feira, às 14h, em frente a Justiça Federal ao lado da OAB e Polícia Federal. Leve seu cartaz e ajude nessa luta.

✊🏽🏹🌿






Fonte: Tecendoredes.libertar.org