Fevereiro 28, 2021
Do Reporter Popular
292 visualizações


Nesse domingo, dia 28 de fevereiro, a Prefeitura de Cachoeirinha no Rio Grande do Sul anunciou a suspensão das aulas no município. Essa medida representa um recuo do governo Miki Breier que vinha insistindo na manutenção das aulas presenciais. No Rio Grande do Sul, apesar do colapso no sistema de saúde, o governador Eduardo Leite em decisão conjunta com prefeitos e empresários passou a autorizar a abertura das escolas para atendimento da educação infantil, primeiros e segundos anos do ensino fundamental em todo o estado.

GREVE SANITÁRIA COMPLETA QUATRO DIAS

Trabalhadoras (es) em educação organizadas através do Sindicato dos Municipários de Cachoeirinha (SIMCA) deflagraram a Greve Sanitária em assembleia realizada na última quarta-feira, dia 24 de fevereiro. O movimento de resistência vinha sendo preparado com antecedência na condição de Estado de Greve, em que os locais de trabalho junto à comunidade faziam ações pela redução no atendimento presencial e pela manutenção do ensino remoto no atual estágio da pandemia.

PROTOCOLO DE LUTA

Diante do quadro em que tem ocorrido a flexibilização e descumprimento dos protocolos sanitários por parte dos governos, além da Greve Sanitária, o SIMCA tem iniciado um trabalho na base da categoria com o chamado “Protocolo de Luta”. Trata-se de um guia de ação direta para a prevenção e o enfrentamento da COVID-19 nos locais de trabalho.




Fonte: Reporterpopular.com.br