388 visualizações


Após os julgamentos dos activistas envolvidos na organização de greves em Agosto e Setembro de 2020, a polícia deu um novo passo na repressão contra o movimento sindical na Bielorrússia. A 17 de Fevereiro de 2021, numerosos escritórios sindicais, bem como as casas dos activistas sindicais, foram revistados pela polícia bielorrussa. A União dos Trabalhadores da Indústria Rádio e Electrónica da Bielorrússia (REP) foi invadida, foram levados numerosos documentos e computadores. Foram “encontradas” balas : o sindicato considera isto como uma provocação com o objectivo de preparar uma repressão ainda mais forte.

As organizações sindicais que são membros da Rede Sindical Internacional de Solidariedade e de Lutas reafirmam o seu apoio aos sindicatos bielorrussos independentes.




Fonte: Laboursolidarity.org