Outubro 31, 2020
Do A Companha
205 visualizações


“Para barrar a sanha dos aplicativos que se alimentam da exploração, entregadores prometem parar as atividades nas principais cidades do Brasil nesta quarta-feira (1º). A greve deve alcançar outros países da América Latina, como Argentina, Chile e México, já que as mesmas empresas estão presentes em diversos locais.

As
principais reivindicações são o aumento do valor mínimo das entregas e
dos pagamentos recebidos por quilômetro rodado. Eles querem o fim dos
bloqueios indevidos. Por outro lado, também consideram injustos os
sistemas de pontuação das plataformas

Em meio à pandemia, pedem ainda o custeio pelas empresas dos equipamentos de proteção individual (EPIs) – luva, máscara, álcool em gel – e licença remunerada para os trabalhadores que foram contaminados. Além disso, os entregadores reivindicam benefícios, como vale-refeição e seguro contra roubo, acidente e de vida.” Fonte: Rede Brasil Atual.




Fonte: Subversivos.libertar.org