Abril 23, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
195 visualizações


Nos últimos meses, o centro estético da urbe se converteu no epicentro da Revolta, isso teve como resposta do Estado, encabeçado nesse momento por Sebastián Piñera e “companhia”, a dar cada vez mais poder (mediante a lei burguesa), a Carabineros de Chile [policiais] e o G.O.P.E [Grupo de Operações Policiais Especiais]; dando-lhes a faculdade fática de transgredir nossa liberdade em todas suas formas, e inclusive nos privar dela sem nenhuma razão. Não são poucxs companheirxs privadxs de liberdade com motivo da Revolta, sua prisão é um lamentável recordatório de que ainda não temos justiça nem verdade, temos visto como o “governo” fez o impensado para nos afastar de nossa luta: tortura, mutilação, cárcere e morte é a resposta que de cima dão a nossas demandas, e sem dúvida na ditadura atual, temos que ser estratégicxs, observar que devemos buscar e brigar pela dignidade em todas as partes. Que nesses momentos surjam as organizações territoriais é algo indispensável, não só porque sócio-economicamente estamos em uma crise, e o apoio mútuo deve revestir todo lugar, senão que também porque devemos nos unir para dar golpes certeiros, e para nos unir, primeiro devemos estar organizadxs.

O protesto e a greve efetiva ao longo da história são a ferramenta mais eficaz que a classe trabalhadora usou no momento de exigir suas demandas, é por isso que durante o entardecer de hoje e dos próximos dias, as SEXTAS-FEIRAS SEJAM O DIA DA AÇÃO DIRETA PERMANENTE, chamamos a desobediência civil estratégica e solidária, não só confrontando o toque de recolher e as medidas de controle social, mas que nos solidarizando com nossxs vizinhxs, expandindo a cultura da Revolta nos territórios, nas periferias, exercer nosso direito legítimo de organizar o lugar onde vivemos, defender nosso território, e ir na mira de expulsar as forças repressivas do Estado.

Que a organização autônoma prolifere, e que geremos uma alternativa material contra o Estado, é nossa tarefa.

Temos que dar continuidade à Revolta, os processos de mudança são longos historicamente, é tarefa do povo seguir lutando!

Liberdade a nossxs companheirxs presxs por lutar!

Sindicato Ofícios Vários Santiago

Tradução > Caninana

agência de notícias anarquistas-ana

Pardas gotas de mel
Voando em torno de uma rosa
Abelhas

Luís Aranha




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org