Janeiro 26, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
192 visualizações


Quarta-feira, 20 de janeiro

Em primeiro lugar, queremos expressar nosso mais sentido pêsames pelo ecocídio que significa esse intencional incêndio florestal que foi iniciado no dia 14 de janeiro deste ano 2021 durante a noite e que tem afetado um pulmão verde da V Região de mais de 4000 hectares dentro das quais podemos estimar mais de 60 milhões de indivíduos do reino animal afetados pelo fogo. Desejamos, também, salientar a importância deste pulmão verde que é parte do corredor biológico da Reserva de la Biósfera que vai desde o Morro Mauco, até La Campana e logo em direção ao Lago Peñuelas.

Em segundo lugar, em relação aos responsáveis deste ecocídio desejamos denunciar o seguinte:

1. Que apesar de que as instituições como: o município do Quilpué, o município de Valparaíso, o município de Viña del Mar, a Corporação Nacional Forestal -CONAF- e empresas privadas como Sopraval (filial de Agrosuper S.A localizada nos terrenos adjacentes ao Lago Peñuelas), estavam em conhecimento da Temporada de Alto Risco de incêndios florestais que estava prevista para o verão 2020-2021. Ditas entidades, realizaram uma ineficiente e nula estratégia para prevenir incêndios catastróficos como o dos últimos dias e como o do dia 16 de dezembro de 2020.

2. Que na data de 4 de janeiro solicitamos a Sopraval apoio na proteção do bosque, gestão do corta-fogo comunitário que se iniciou no dia do incêndio, 16 de dezembro, além, também, de eles abrir caminho para permitir a chegada de voluntárixs ao lugar de trabalho. Sopraval negou-nos a permissão de acessar ao terreno deles obstaculizando o trabalho, sabendo que o lugar de trabalho do corta-fogo comunitário era um monocultivo de alta inflamabilidade e não deu resposta nenhuma em relação ao plano de manejo do bosque nativo que executariam e aos resguardos para ter ante possíveis incêndios.

3. Que, há anos, diversas coletividades do setor têm denunciado más práticas nos arredores do Estero Marga-Marga e o Estero Viña del Mar que, em consequência de suas impunidades, agravaram a situação do incêndio.

Temos feito as denúncias correspondentes desses problemas sem receber soluções por parte de nenhuma “autoridade”, apesar de termos recebido ameaças por parte dos denunciados.

Dentro dessas más práticas achamos: lixeiras ilegais e micro-lixões, expansão imobiliária irregular (especificamente no setor do Los Pinos do Grupo Arenas Proyectos Inmobiliarios) operando sem planos de manejo de bosque nativo e sem manejo de entulho, o que tem devastado ladeiras completas, aprovação da CONAF de planos de manejo de bosque nativo ilegais e nula fiscalização dos projetos que se localizam nos lugares do bosque, invasões de terreno no Humedal Urbano Marga-Marga, extração ilegal de granulados, ouro e folha terra, entre outros.

1. Que Mauricio Viñambres Adasme, prefeito de Quilpué, que embora ficar 16 anos no cargo, não tem impulsionado proposta política nenhuma a ir na via da proteção dos Santuários da Natureza das zonas sul e norte da cidade. Pelo contrário, a devastação imobiliária avança à vista de todos, inclusive ignorando as áreas inaptas para construção por perigo de incêndio. Tem-se impulsionado projetos como a estrada Troncal Norte que intervém o Humedal Urbano do Estero Quilpué e a flora e fauna do território. Continuam aparecendo lixões ilegais, continuam as extrações ilegais que afetam o ecossistema dos bosques.

Maurício Viñambres é um dos responsáveis políticos na devastação dos morros como também Virginia Reginato no Viña del Mar e Viña Cerro.

1. Sabemos que o incêndio foi intencionado com fins lucrativos e feito por pessoas que têm conhecimento do comportamento da expansão do fogo, de acordo com as condições meteorológicas e a geografia das ladeiras. Além disso, conheciam os horários de trabalho dos aviões corta-fogos e que utilizaram ao favor deles o toque de recolher e a quarentena do fim de semana.

Quais pesquisas estão fazendo as “autoridades” a este respeito? Por que todos os verões repetem-se os incêndios intencionais, mas nunca se fala dos culpados? Pode um culpado pesquisar-se a si mesmo?

Apesar da toda desenfreada avareza deles, levantamo-nos para denunciar com força os interesses lucrativos do Cartel do Fogo.

Convocamos a fazer uma “funa” pública [denúncia popular] por todos os meios de comunicação necessários para os responsáveis dessa catástrofe.

Convocamos a mobilização na sexta feira 22 de janeiro para visibilizar as problemáticas ambientais que acontecem nos territórios.

Convocamos a manifestar-se contra o TPP-11 e a apoiar em favor do projeto de lei que vai impedir que os solos sinistrados sejam construídos por imobiliárias.

Os Santuários da Natureza já estão brotando e a Resistência e Recuperação dos Territórios se estão tecendo com mais amor e força.

Aderem ao Comunicado:

Placilla Unida por el Medio Ambiente / Colectiva Pajaronas / Forestal Nativo / Quebrada El Chagual / Centro Cultural Cerro Arriba / Campamento Manuel Bustos / Lliu Lliu Nativo / Fundación KanKan / Evalutile ONG / Paso Hondo Nativo / La Esclerófila / Cabildo de DDHH de Quilpué / Cabildo de DDHH / Villa Alemana sin Termoeléctrica / Villa Hermosa Nativa / Asamblea Medioambiental Autoconvocada de Los Pinos / Surco Centro Cultural / Salvemos El Bosque Santa Julia /Pulmon Verde Quilpue / Agrupación Mujeres y Disidencias Sexuales Pan y Rosas / Movimiento Viña de Los Cerros / Centrocultural La Mandrágora / Colectivo Agrupación Amigos Presos Políticos / Partido de Trabajadoras y Trabajadores Revolucionarios / La Izquierda Diario / Comparsa La Insurrecta / Alcandía Territorial Viña del Mar / Revolución de los Afectos / Jóvenes Indígenas Valparaíso / Fundación Cannabimed / Asamblea Vecinal Los Pinos de Quilpué / Estero Vivo / Villa Alemana por el Medio Ambiente / Asamblea Territorial Marga Marga / Humedales Villa Alemana / Agrupación de Familiares de Ejecutados Políticos y Detenidos Desaparecidos Valparaíso / Asamblea Territorial La 19 / Agrupación de Familiares de Ejecutados Políticos de Chile / Murga Re*CA (Revolución Carnavalera) / Acción Barrial / Parque Natural Cerro Los Pinos / Prensa Digital Laguna Verde / Agrupación de Profesionales ELAM-CHILE / Caleu Endémica / Grupo Musical Honda Sonora / Olivar Eco Organizado / Colectivo Memoria y DDHH PUCV / Adelanto Belloto / Coordinadora Defensa Laguna Verde /Tribu Tahay

agência de notícias anarquistas-ana

Ao virar a esquina,
Saindo de trás do prédio –
A lua cheia.

Paulo Franchetti




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org