239 visualizações


Manifestantes foram para as ruas em Bogotá nesta quarta-feira (19/05) protestar contra a realização da Copa América no país. A Colômbia tem previsão de sediar o campeonato entre seleções no mês de junho, junto da Argentina. Porém, com os protestos, a Conmebol passou a admitir possibilidade de sediar a Copa América só na Argentina.

O jornalista Roman Gómez, do diário “Publimetro”, escreveu: “O país está numa revolução social e as pessoas não querem que o futebol seja usado como distração das coisas que estão acontecendo. Não querem que se jogue futebol enquanto acontece a greve nacional. Não é um ataque à Copa América em si, mas é uma demanda incluída nas manifestações contra o governo.”

O futebol entra no pacote das manifestações inclusive por uma razão histórica, como explica Roman Gómez: “Em 1985, na época dos cartéis de Pablo Escobar e os demais e da guerrilha, foi tomado o palácio da Justiça e os militares rapidamente tentaram recuperar, então nesse confronto houve uma série de crimes e assassinatos. Neste momento, o Ministério das Comunicações decidiu que se exibiria na TV um jogo de futebol entre Millonarios e Unión Magdalena para todo o país e as imagens da invasão não foram exibidas. Desde então isso não se perdoa na Colômbia, é cultural. As pessoas não querem futebol diante de protestos tão graves.”

A tag #NoALaCopaAmericaEnColombia é uma das mais populares nas redes sociais do país.

Fonte: agências de notícias

agência de notícias anarquistas-ana

Brilho da lua se move para oeste
a sombra das flores
caminha para leste.

Buson




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org