Novembro 30, 2020
Do Reporter Popular
255 visualizações


Após concluírem, com suor e solidariedade, o calçamento de uma de suas ruas, moradores e moradoras da Servidão da Jaca, no alto Morro do Quilombo, em Florianópolis, seguem se organizando na luta por vida digna em sua comunidade. 

O coletivo de moradores e moradoras, que agora se denomina Comunidade Unida da Servidão da Jaca, vem se reunindo para buscar formas alternativas de gerar renda para suas famílias. Agora quem se articula são as mulheres, que estão à frente da produção de sabão a partir de óleo usado: “A comunidade Unida da Servidão da Jaca mostra que tudo é possível, enfim. Uma simples ideia, criada em uma simples reunião, fez as mulheres acreditarem nelas mesmas. Eram só apenas algumas e hoje temos mais de cinquenta mulheres reunidas, acreditando em uma mudança dentro da comunidade”, nos relatou o morador Gilvano Pinheiro de Brito, que vem acompanhando a mobilização.

O comitê local da Campanha de Luta por Vida Digna deu seu apoio na divulgação da campanha de arrecadação de óleo usado e na produção da primeira leva de sabões, que já está pronta: “Daqui pra frente, todas as barras de sabão vão ser vendidas e o valor vai ser investido na Servidão da Jaca e para algumas mulheres que não têm renda fixa. A partir das próximas semanas, a produção vai ganhar mais força em um ritmo mais acelerado”, relata Gilvano.

A Comunidade Unida da Servidão da Jaca segue mostrando que a força do povo organizado é que tem dado respostas a seus problemas. Frente ao aumento do custo de vida e as necessidades trazidas pelo contexto de pandemia, as iniciativas da comunidade são um exemplo de luta e coletividade

Confira abaixo vídeo apresentando a primeira leva de sabões produzida pela comunidade.

Veja também: Rio Vermelho Solidário ensina a fazer sabão de óleo reciclado.




Fonte: Reporterpopular.com.br