Abril 12, 2022
Do Agencia De Noticias Anarquistas
204 visualizações

Breve atualização sobre o ataque contra anarquistas pelo Partido Comunista Grego afiliado à All-Workers Militant Front [Frente Militante dos Trabalhadores e Trabalhadoras] na manifestação da Greve Geral de Patras.

Em 06/04/2022, durante a manifestação da marcha de greve em frente ao Patras Labour Centre [Centro Trabalhista de Patras], dois camaradas tentaram denunciar pelo microfone a presença da Association of Restaurant and Leisure Shopkeepers of Achaia Prefecture (S.K.E.E.A.N.A.) na marcha dos trabalhadores.

Quando os guardas da PAME [1] souberam do conteúdo da intervenção, interromperam a camarada que, naquele momento, estava prestes a falar, jogando-a no chão e imobilizando-a. Assistindo ao ataque, alguns anarquistas próximos ao incidente, em sua tentativa de se aproximar da camarada sendo atacada, foram confrontados pela segurança da PAME, que, com violência excessiva, atacou-os para defender a presença dos chefes na marcha de greve.

É claro que não surpreende; nem a raiva com a qual os trogloditas da PAME atacaram os anarquistas, proclamando que “logo vocês vão sofrer mais do que os anarquistas durante a União Soviética”, nem seu ataque vulgar e misógino contra as camaradas, nem sua retórica sobre paraestadistas e provocadores que tentaram atacar a greve. Além disso, qualquer um que não tenha memória curta se lembra facilmente de incidentes similares no passado do movimento, com um exemplo local recente na tentativa de isolamento dos blocos anarquistas durante uma marcha de greve em Patras em novembro de 2018 e o conflito subsequente com os e as camaradas que defenderam sua presença nas ruas.

O partido militar KKE [2], que defendeu os interesses dos patrões, é quem está contra os e as grevistas anarquistas que tentaram denunciar a presença dos chefes na marcha dos trabalhadores e trabalhadoras, é quem sempre direciona sua raiva aos oprimidos, é quem se vê como donos monopolistas da luta de classes. E é ele e sua lógica que devem ser isolados daqueles e daquelas que lutam pela revolução e pela destruição do mundo de poder.

NÃO AOS PATRÕES, NÃO AOS PARTIDOS, AS RUAS PERTENCEM AO MUNDO DAS LUTAS

[1] All-Workers Militant Front (PAME) é um centro de coordenação do movimento sindical grego fundado pela iniciativa dos sindicalistas do Partido Comunista da Grécia em abril de 1999.

[2] KKE é o Partido Comunista da Grécia.

Fonte: https://athens.indymedia.org/post/1617999/

Tradução > Sky

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/11/29/grecia-video-em-patras-comunistas-do-kke-pame-tentam-barrar-blocos-anarquistas-de-manifestacao/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2011/10/22/grecia-larissa-ataque-contra-sede-do-partido-stalinista-kke/

agência de notícias anarquistas-ana

Ramo ressecado,
corvo empoleirado
—anoitece o outono.

Bashô



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org