en / fr / es / pt / de / it / ca / el

As notícias de 2818 coletivos anarquistas são postados automaticamente aqui
Feed de notícias atualizado a cada 5 minutos

Contra o fascismo e o antifascismo: a luta pela anarquia – por Juventude Anarquista de León (FIJA)


260 visualizações


Postado originalmente em: https://noticiasyanarquia.blogspot.com/ – Tradução: Rodolpho Jordano Netto (IEL)

Entendemos que  o fascismo é parte inerente da democracia. O papel que o fascismo assume é, por um lado, de direitizar as democracias (medidas mais restritivas contra a imigração,  políticas antissociais e repressivas…), e por outro, serve para reforçar a democracia, já que oferece a dicotomia ( hoje praticamente impossível) do capitalismo: democracia ou fascismo. Desta forma a democracia, através do fascismo, permanece fortalecida e sustentável como o mal menor.

Acreditamos que o “antifascismo” como tal é uma forma de apoio à democracia atual, e às desigualdades que ela ocasiona.  Encontramos uma falta de analise, já que não se tenta atacar o problema de forma radical ( indo até sua raiz) mas apenas lutando contra suas formas de manifestação mais evidentes. O problema da repressão não é apenas a violência fascista mas também a exploração do trabalho, a submissão da educação, a sociedade de consumo… Desta forma, entendemos que a luta contra o fascismo não tem sentido se não atacarmos o problema desde sua raiz, evitando que a situação alcançada volte a gerar as contrariedade dela inerentes. É hipócrita que partidos que aceitam o jogo democrático convirjam em plataformas antifascistas, é infantil que organizações “anarquistas” ou “revolucionárias” assumam o jogo do antifascismo [1].
De nossa parte, não iremos reprimir as manifestações ideológicas ou “culturais” de nenhum individuo ou grupo, porque entendemos que a liberdade de expressão é um direito (ao que diga ou devia dizer a legalidade democrática) e reprimir esses direito, para nós inerente ao ser humano, apenas seria uma reprodução dos mecanismo intrínsecos das maquinas estatais do totalitarismo, seja de esquerda ou de direita, democrático ou militar [2]. Todas as ideologias autoritárias utilizam a violência para submeter o individuo a suas ideias, mas o anarquismo se constrói pela base de indivíduos conscientes, não de massas alienadas.
Para nós não existe diferença entre os assassinatos cometidos pelo franquismo e os realizados pela “ditadura do proletariado” soviético (1917 – 1989), a republica espanhola (1931 – 1936) ou o governo democrático socialista do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) (GAL,1980s). Não há diferença entre a repressão do partido socialista francês (1983) ou a ditadura cubana (1959), assim como a censura nos Estados Unidos ou nas diferentes ditaduras da direita (Espanha, Portugal ou Chile). Todos os totalitarismos são fascismos.

O fascismo é inerente a qualquer forma de Governo, de direita ou de esquerda. A luta “antifascista” por sí mesma não conduz a nada, porque é uma luta vazia de conteúdo, porque apenas é uma luta de oposição e não faz propostas concretas, incluindo a enorme convergência de organizações tão dispares. A única luta eficaz contra o fascismo e a luta pela Anarquia. Contra toda forma de autoridade, contra toda a forma e repressão e violência, nos opomos a sociedade libertária e a revolução social dos trabalhadores, pratica por indivíduos conscientes e comprometidos, livres e coerentes; sem nenhum tipo de hierarquia nem vanguarda. Não vamos no amparar nem na violência nem na legalidade democrática, porque poucas vezes o legal é justo nem o ilegal injusto.

Nem fascistas, nem frente populista

Juventudes Anarquistas de León (FIJA)

Notas:

[1] Não é muito anarquista “exigir que o Governo Sudelegation aja contra grupos fascistas”; não só pela delegação que supõe, mas também pela legitimação das forças repressivas que acarreta.

[2] O Coordenador Antifascista de León, em declaração pública diante de um concerto de grupos musicais neonazistas, ficou indignado com o fato de que “nenhuma polícia ou órgão governamental age para impedir sua realização”, além do fato de ser uma indicação clara de qual é o papel deste Coordenador Antifascista e democrático, vale ressaltar que no órgão da União Antifascista Leonesa (união de tendência anarquista e comunista? …) foi publicado um artigo que falava justamente da repressão na música que termina por dizer: “E só para dizer que a liberdade de expressão é um direito de todos nós, e não pode ser condicionada nem pelo PP, nem pela AVT, nem por organizações e associações de direita, incentivo todos os grupos que nascem e que eles expressar livremente ”.As contradições são óbvias e as palavras são desnecessárias.




Fonte: Ielibertarios.wordpress.com
Discuta Este Artigo No Fórum


SIGA-NOS
NO TWITTER
SIGA-NOS
NO MASTODON
SIGA-NOS
NO TUMBLR


Camisetas Anarquistas ★ Frete grátis para todo o mundo


Antifascista siempre
L'anarchie c'est l'ordre, pas le chaos
Antifascist action
Si tu veux la paix prépare la guerre (Leïla Khaled)
Illusion of democracy
¡No pasarán!
Red & Black Cat
Atheist all star - free thinker
Antifascist allstars - freedom fighters
1984 (George Orwell)

Esta plataforma é inteiramente financiada pela No Dioses No Maestros Cooperativa.
As vendas também contribuir para arrecadar fundos para doações a várias organizações anarquistas e instituições de caridade ativistas.



Anarchist news | Noticias anarquistas | Actualité anarchiste | Anarchistische Nachrichten | Notícias Anarquistas | Notizie anarchiche | Notícies anarquistes | Αναρχική Ομοσπονδία

As opiniões são dos colaboradores e não são necessariamente endossadas por Federacaoanarquista.com.br [aviso Legal]