Julho 13, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
262 visualizações


O anarquista Abtin Parsa é um ex-prisioneiro político do Irã de visão ateísta, preso pelo regime islâmico por um ano e meio em 2014. Abtin Parsa, então com 16 anos, foi detido pelo IRGC por um discurso público anti-islâmico e anti-estado em sua escola do ensino médio, “Shahid Chamran”, na cidade de Zarqan. Mesmo após sua libertação da prisão, Abtin continuou a ser pressionado e controlado pelo regime islâmico, forçando-o a fugir para a Grécia em 2016.

Ameaças de morte do regime islâmico acompanharam Abtin Parsa em sua chegada à Grécia. Ele recebeu repetidas ameaças de morte de várias organizações e indivíduos afiliados ao regime islâmico iraniano. Em 2017, durante os protestos anti-estado por todo o Irã, Abtin Parsa mostrou sua solidariedade com os protestos em uma mensagem em vídeo. Poucos dias depois, o regime iraniano manipulou e editou esta mensagem em vídeo e a transmitiu em rede nacional para acusar o anarquista perseguido Abtin Parsa de ensinar manifestantes a fazer explosivos.

O anarquista perseguido Abtin Parsa recebeu um asilo político de 3 anos na Grécia em 2017. No mesmo ano, Abtin Parsa se juntou ao movimento de resistência na Grécia e começou a lutar contra a opressão sistemática perpetrada pelo estado grego contra a classe trabalhadora, especialmente imigrantes. Durante essas lutas, Abtin Parsa foi detido e até mesmo torturado várias vezes pelo estado grego, incluindo:

Em julho de 2018, ele foi torturado pela polícia grega por suas atividades políticas contra o Estado grego, durante as quais teve várias partes de seu corpo gravemente feridas, incluindo vértebras de sua coluna que foram quebradas.

Em agosto de 2019, ele foi detido perto de sua casa pela polícia grega e acusado de porte de arma enquanto tinha apenas um pequeno cortador de papel. Abtin recusou-se a conceder suas impressões digitais à polícia para um fichamento criminal como forma de protesto contra o tratamento recebido da polícia por ele e outros imigrantes, e o tribunal o sentenciou com uma pena de três meses de prisão, e uma multa de 180 euros. (prisão suspensa)

Em novembro de 2019, quando a polícia antiterrorista lançou uma operação em grande escala para encontrar pistas de uma organização revolucionária (autodefesa revolucionária), sua casa e a de alguns outros camaradas foram invadidas pela polícia antiterrorista. Durante a operação policial de contra-insurgência, um anarquista e outra pessoa foram presos, e dois outros anarquistas foram detidos, ambos temporariamente liberados. Durante a operação policial de contra-insurgência na casa do anarquista perseguido Abtin Parsa, todos os seus documentos de asilo que estavam na casa e seus outros pertences foram confiscados.

Em fevereiro de 2020, o anarquista perseguido Abtin Parsa foi forçado a deixar Atenas em uma decisão política para ter alguma privacidade em uma cidade diferente e ficar longe do excessivo controle da polícia de contra-insurgência sobre sua casa, movimentos e até mesmo conexões pessoais.

Em março de 2020, o anarquista perseguido Abtin Parsa foi detido pela polícia de contra-insurgência por terrorismo.

Enquanto o asilo político do anarquista perseguido Abtin Parsa estava chegando ao final dos três anos, vários jornais gregos citaram o Ministério da Imigração grego dizendo que o asilo político do anarquista perseguido Abtin Parsa havia sido revogado devido à sua detenção em 30 de março de 2020.

Depois que o estado grego revogou o asilo político do anarquista perseguido Abtin Parsa, ele fugiu da Grécia e solicitou asilo político na Holanda.

Em abril de 2021, Abtin Parsa foi detido por policiais holandeses acusado de organizar um levante de imigrantes contra o Estado holandês. (Leia aqui sobre a comunidade anarquista de imigrantes em AZC echt: indymedia.nl/node/49617). Devido à essa detenção em abril de 2021, o anarquista perseguido Abtin Parsa pode ser condenado a cinco anos de prisão.

Hoje, 8 de julho, o Estado holandês rejeitou o pedido do camarada Abtin Parsa acerca da suspensão de sua extradição para a Grécia e decidiu formalmente extraditá-lo para a Grécia. Leia a declaração do camarada Abtin Parsa aqui: https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/07/12/holanda-a-justica-burguesa-quer-me-extraditar-de-qualquer-forma/

Como Federação Anarquista Local do Irã e Afeganistão, convocamos uma semana de solidariedade internacional com o anarquista Abtin Parsa (de 12 a 19 de julho de 2021).

Federation of Anarchism Era

Fonte: https://asranarshism.com/1400/04/18/international-call-for-a-week-of-solidarity-with-the-anarchist-abtin-parsa-12th-19th-of-july-2021/

Tradução > Swartz

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/07/12/holanda-a-justica-burguesa-quer-me-extraditar-de-qualquer-forma/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/11/13/holanda-protesto-em-solidariedade-ao-anarquista-abtin-parsa-em-amsterdam/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/10/28/grecia-apelo-a-todos-os-camaradas-anarquistas-e-antifascistas-por-solidariedade-para-com-o-anarquista-revolucionario-abtin-parsa/

agência de notícias anarquistas-ana

O salgueiro se desfolha.
Restos de verduras
Descendo o regato.

Shiki




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org