211 visualizações


As máscaras e o bloc: A história pré Seattle
CCMA – Centro de Contrainformação e Material Anarquista

Esse textinho pode nos ajudar a pensar algumas diferenças e também aproximações entre anarquismo e autonomismo, localiza Seatle e a luta contra a OMC nos EUA na década de 90, depois volta o olhar para as décadas de 70 e 80, para o crescimento do autonomismo no contexto Europeu, o uso da estratégia dos blocs, a forma como ela se espalha para outros países periféricos como no sul do México. Por fim, termina por questionar-se sobre as potências e limitações dessa estratégia para as nossas lutas. Nós, enquanto anarquistas, sem idealizar as estratégias de luta, temos defendido, estudado, construído e aprendido muito com os blocs, movimentos autônomos e populares.

O contexto e a confusão entre os termos

Nos últimos tempos temos notado por toda a parte um crescimento dos movimentos autônomos e de base, junto com isso, vemos alguma dificuldade de compreensão sobre as diferenças entre anarquismo e autonomismo. Contribui para essa dificuldade a prática de alguns setores, inclusive dentro da esquerda, de denominar movimentos e sujeitos que reivindicam o autonomismo como anarquistas afim de lhes impregnar de todo estereótipo negativo que as classes dominantes, principalmente, tem difundido historicamente sobre anarquistas, de que são perigosos, violentos, caóticos, infantis e etc.

Da nossa parte, seguimos com o trabalho cotidiano, o estudo e a solidariedade.

Texto completo (impresso): https://monstrodosmares.com.br/

Texto completo (online): https://www.nodo50.org/insurgentes/textos/autonomia/15mascarasbloc.htm




Fonte: Grupodeestudosanarquistaslondrina.noblogs.org