260 visualizações


Nota da CSP-Conlutas

A Ford anunciou em 11 de janeiro de 2021 sua decisão de encerrar a produção de veículos em suas três fábricas no Brasil em 2021. As fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP) serão fechadas imediatamente, de acordo com a empresa, mantendo apenas a produção de peças para os estoques de pós-venda.

Estes fechamentos têm um impacto devastador sobre os trabalhadores. 3.500 funcionários trabalham na fábrica de Camaçari, 830 na fábrica de Taubaté e 470 na fábrica de Horizonte. Pelo menos mais 15.000 trabalhadores terceirizados dentro e fora destas três fábricas serão demitidos.

O anúncio da empresa afirma que “a pandemia Covid-19 expande a capacidade ociosa persistente da indústria e reduz as vendas, resultando em anos de perdas significativas”. Mas sabemos que a pandemia acaba de acelerar os planos de reestruturação da montadora. Os trabalhadores não têm condições de pagar pela crise.

Um dos problemas apontados para a redução dos lucros são as remessas financeiras para o exterior, para sua sede. Vimos que as remessas de lucros das montadoras que operam no Brasil e no mundo não ajudam a manter os empregos para os trabalhadores.

Temos que resistir. Contra todos estes ataques, que estão acontecendo ao redor do mundo, devemos nos levantar e lutar na luta internacional e solidária.

Parem o fechamento das fábricas da Ford !

Sem demissões. Segurança no emprego agora !

Fim das remessas de lucros dos fabricantes de automóveis para o exterior !

Nacionalização da Ford e de todas as corporações que estão demitindo funcionários sob o controle dos trabalhadores !

Traduzido com a versão gratuita do tradutor – www.DeepL.com/Translator




Fonte: Laboursolidarity.org