Maio 31, 2022
Do Reporter Popular
19 visualizações
Uma das principais vias de Olinda foi tomada por fogo em protesto.

Não bastasse os graves danos sofridos pela ausência de equipamentos públicos em meio às fortes chuvas -gerando perda de eletrodomésticos, alimentos e roupas – a comunidade de Cajá, em Olinda-PE, também enfrentou três dias sem energia elétrica e qualquer resposta da gestão pública sobre seu restabelecimento. Foram necessários dois protestos para que a comunidade fosse finalmente ouvida. O mais recente ocorreu na noite desta segunda-feira, 30 de maio.

Localizada no bairro de Jardim Fragoso, a comunidade sofre com histórico de abandono de direitos por parte do Estado, o que se evidenciou durante este período. O prejuízo provocado pela falta de saneamento básico e infraestrutura só agravou a condição do local, com enchentes e deslizamento de barreiras. Além do mais, não há nenhum tipo de assistência às famílias que estão em condições mais vulnerabilizadas.

Protesto da Comunidade de Cajá (PE) reivindica restabelecimetno de energia elétrica

A falta de energia veio a completar o problema. Moradores tentaram acionar repetidamente a companhia elétrica, mas só tiveram o pleito atendido após as mobilizações ocorridas em uma das principais avenidas de Olinda – a rodovia PE-15.

Com pneus queimados, e elevando barricada, a comunidade proferia diversas palavras de ordem, demarcando como só a ação direta resulta na reivindicação atendida. E foi o que aconteceu, uma vez que só depois da mobilização é que os postes voltaram a acender e a energia elétrica foi de fato restabelecida. Ao fim do ato, o grito da comunidade ecoou na avenida: “Favela unida jamais será vencida”.




Fonte: Reporterpopular.com.br