Janeiro 2, 2021
Do Reporter Popular
227 visualizações


Se não bastasse a pandemia de covid-19 e a necessidade do isolamento social durante o réveillon, moradores de diversos bairros de Maricá foram surpreendidos por um blecaute na noite do dia 31 de dezembro de 2020. Os bairros de Pindobal, Cordeirinho, Guaratiba, Vale do Figueira ficaram sem energia durante muitas horas. Moradores relataram fios pegando fogo e perda de alimentos por conta do longo período sem energia.

Em diversos locais, a energia elétrica retornou apenas no dia 02 de janeiro de 2021. Trabalhadores da ENEL relatavam que estavam sem os materiais necessários para realizar os reparos. O fornecimento de energia elétrica na cidade, assim como de diversas cidades da região é responsabilidade da ENEL, uma empresa bilionária e de origem italiana. A ENEL é uma multinacional que está presente em 35 países, tem concessões no estado de Goiás, Rio de Janeiro e Ceará.

O valor da conta de energia elétrica das regiões atendidas pela ENEL é alto e o serviço é geralmente precário. Em 2019, moradores de Intumbiara-GO (atendida pela ENEL) reclamavam dos constantes blecautes na cidade, que chegavam a ficar 12h sem energia elétrica. Em São Fidélis, no mesmo ano, moradores reclamavam das altas tarifas cobradas pela empresa. Desta vez a multinacional decidiu “presentear” a população maricaense num dos feriados mais aguardados do ano.

Até quando a população de Maricá e de outras cidades cobertas pela ENEL suportarão o péssimo serviço e sua sede de lucro?




Fonte: Reporterpopular.com.br