Junho 14, 2021
Do Reporter Popular
365 visualizações


Hoje, por volta das 14 horas, entregadores e entregadoras de aplicativo se reuniram na Cinelândia para pressionar pela aprovação de um projeto de lei que garantirá pontos de apoio para a categoria em todas as áreas da cidade, e também para protestar contra a violência policial da qual têm sido vítimas, como no caso em que trabalhadores foram agredidos por policiais da Segurança Presente no Largo do Machado.

O projeto de lei prevê ao menos três pontos de apoio nas zonas norte, sul, oeste e central da cidade. Estes pontos de apoio teriam banheiros, refeitórios e vestiários e serviriam para oferecer uma melhor estrutura para os entregadores durante o trabalho. Atualmente, poucos estabelecimentos permitem que os entregadores utilizem banheiros e muitos locais de espera sequer tem bancos para que os trabalhadores descansem enquanto aguardam pedidos.

Hoje ocorreu uma audiência pública a respeito, e por conta disso foi feito o chamado para a paralisação com concentração em frente a câmara dos vereadores. Ainda não há previsão para a votação do projeto pelo menos até agosto.

Estiveram presentes na manifestação diversos movimentos sociais, como o MST, a Casa Nem e vários coletivos estudantis oferecendo apoio à pauta. Houve também a distribuição de quentinhas para os entregadores em greve.

 
 
 
 
 



Fonte: Reporterpopular.com.br