Janeiro 26, 2021
Do Passa Palavra
201 visualizações


A grande mídia, como em quase todas as lutas dos trabalhadores, praticamente não cobriu nada deste feito que está sendo levado a cabo pelos trabalhadores na Fresh Tom. É por isso que insistimos na necessidade de uma imprensa independente que dê voz a classe trabalhadora, que conte a história das greves e que mostre que, apesar dos ataques dos patrões, os trabalhadores não vão desistir de suas reivindicações.

Durante a primeira semana de greve, a empresa mandou a Guardia Civil para identificar as pessoas no piquete. Como aconteceu no caso da greve provincial no manejo e no campo no último mês de dezembro, as empresas mais uma vez estão tentando dificultar por todos os meios à sua disposição que os trabalhadores exerçam seu direito fundamental à greve.

Confiante, o piquete continua a se orgulhar e a ajudar cada um a superar as dificuldades. No entanto, eles necessitam da solidariedade dos outros trabalhadores das empresas do setor. A luta não acabou em dezembro. A maioria das empresas não está respeitando o salário mínimo, não está pagando todas as horas de trabalho, não está tratando os trabalhadores com respeitando e não estão conciliando as horas de trabalho com a necessidade das famílias dos trabalhadores nestes tempos difíceis.

A repressão aos grevistas já era sentida em dezembro. Não apenas a violência contra o piquete, tanto pelos fura-greves quanto pelos patrões e gerentes. Mas especialmente a violência que vem sendo exercida desde então, ao não contratar os trabalhadores temporários. Portanto, é essencial que a maioria dos trabalhadores entre em greve.

É necessária não só a adesão das outras organizações sindicais, mas também que as organizações sociais levem em consideração o setor mais esquecido de toda a produção, sem cujo trabalho não poderíamos pegar nas prateleiras dos supermercados qualquer alimento.

Precisamos de solidariedade

Os trabalhadores da Fresh Tom, como todos os trabalhadores do interior da Almeria, não estão sozinhos. Um grande número de camaradas os apóia internacionalmente, porque a luta é a mesma. A partir dessa convicção, pedimos que continue lutando e que compartilhe conosco sua experiência e as lições aprendidas.

Convidamos você a enviar mensagens de solidariedade aos trabalhadores no seguinte e-mail: [email protected].

Qualquer ajuda e qualquer ideia são bem-vindas e, se também estiver em greve, conte-nos tudo, queremos apoiá-lo!!!

As empresas Cortes LTD e Beehive distribuem os produtos da Fresh Tom nos mercados irlandês e inglês, mas também no mercado espanhol. As unidades de produção não se limitam apenas a Almeria, mas também produzem nas Ilhas Canárias. Para que os trabalhadores possam ter direitos na empresa Fresh Tom, você pode enviar sua indignação para os patrões nos seguintes endereços:

Centro de produção em Pechina (Almeria) → [email protected]; administració[email protected]; [email protected].
Centro de produção em Ingenio (Gran Canaria) → [email protected].
CORTÉS LTD (Surrey, UK) → [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected].

Você pode ler sobre a greve nos seguintes idiomas:

Espanhol
https://socsatalmeria.org/los-trabajadores-de-fresh-tom-export-se-declaran-en-huelga-indefinida/

Inglês
https://letsgetrooted.wordpress.com/2021/01/21/spain-fresh-tom-export-workers-on-strike-solidarity-needed/

Português
https://passapalavra.info/2021/01/135818/

Esloveno
http://komunal.org/teksti/623-spain-fresh-tom-export-workers-on-strike-solidarity-needed

Compartilhe!
APOIE A GREVE POR TEMPO INDETERMINADO DOS TRABALHADORES NA FRESH TOM!

Entre em contato em:
[email protected].




Fonte: Passapalavra.info