Janeiro 12, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
171 visualizações


SINDICAL | Valencia | Extraído do Cnt nº 425

A Power Electronics é um peso pesado na indústria de tecnologia de metais, empregando mais de 3.000 trabalhadores e com pontos de venda em mais de 40 países, com crescimento exponencial nos últimos anos. Desde 1987, fabrica acionamentos e motores de partida de velocidade variável de alta potência e está atualmente envolvida no mercado de energia solar e veículos elétricos. Ela até esteve envolvida na fabricação de respiradores durante o início da emergência sanitária da Covid-19. A empresa pertence à família Salvo, cujo vice-presidente é o ex-presidente executivo do conselho de administração do Valencia Club de Fútbol, Amadeo Salvo.

A empresa construiu recentemente um macrocentro de trabalho no município de Llíria (Valencia), com uma área de mais de 100.000 metros quadrados – denominado “Campus” – no qual trabalham mais de 1.000 funcionários. É neste centro de trabalho que a CNT montou sua nova seção sindical. A família Salvo também possui outra empresa no setor metalúrgico chamada “Power Metal Works”, na qual a CNT também criou uma seção sindical que vem operando há vários anos.

A seção sindical foi recentemente formada em julho e é o resultado do trabalho contínuo do sindicato na obtenção de afiliação no local de trabalho, na divulgação de comunicações, na distribuição de informações nas mudanças de turno, etc. O ponto alto deste esforço foi a criação de uma seção sindical com considerável número de membros e presença em vários departamentos da empresa. Uma empresa deste porte sem representação unitária e sem outra seção sindical mostra o medo que foi incutido entre os trabalhadores para evitar que o pessoal reivindique seus direitos. Atualmente, a CNT é o único sindicato de referência com uma presença real na Power Electronics.

Na medida que a constituição da nova seção sindical se espalhou, as expectativas foram altas e o número de membros aumentou exponencialmente. Houve demasiados anos de irregularidades, violações de acordos, abusos contínuos e medo. Mas agora que existe uma representação sindical da CNT na empresa, a Power Electronics não tem outra escolha senão cumprir com as normas trabalhistas e respeitar os direitos da força de trabalho.

A seção sindical da CNT pretende avançar pouco a pouco, mas com passos firmes. As primeiras exigências que foram apresentadas dizem respeito ao confinamento de trabalhadores em razão do Covid-19, cumprimento de aviso prévio sobre horários de trabalho flexíveis, prevenção de riscos nas linhas de produção, grupos profissionais que desempenham funções mais elevadas, etc. É muito claro para os representantes sindicais que eles devem aumentar sua filiação a médio prazo a fim de poder fazer suas reivindicações com mais força, e que eles não tolerarão uma única irregularidade a fim de cumprir literalmente com o acordo coletivo aplicável.

A CNT continua sendo estabelecida no setor metalúrgico, um setor historicamente combativo que deve continuar se organizando para recuperar todos os direitos que lhe foram retirados nas últimas décadas.

Fonte: https://www.cnt.es/noticias/cnt-avanza-en-el-sector-del-metal-nueva-seccion-en-power-electronics/

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

O gato tigreiro
olha o sabiá
que voa ligueiro

Eugénia Tabosa




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org