Outubro 30, 2020
Do Agencia De Noticias Anarquistas
422 visualizações


• Cerca de 200 pessoas reunidas em Pineda contra o racismo e o fascismo

• Os organizadores pedem que a precariedade em que vivem muitos setores da sociedade não seja usada para alimentar o racismo

A Plaza del Carmen em Pineda de Mar reuniu neste domingo (25/10) de manhã quase duzentas pessoas. A razão foi protestar contra as manifestações de racismo e fascismo que durante os meses da pandemia toda a região experimentou.

Eles o fizeram ao meio-dia e de acordo com todas as medidas de segurança recomendadas pela Covidien-19. Na praça você poderia ver faixas com os slogans “Fora o racismo e o fascismo de nossos bairros”, “papéis para todos” ou “Alt Maresme contra o racismo e o fascismo”. Mais de uma dúzia de organizações e entidades de Pineda e outras cidades vizinhas estavam entre as que convocaram o evento.

Durante o protesto, foi lido um manifesto que dizia que “a civilidade e a segurança são questões fundamentais e devem ser sempre preservadas”. Entretanto, argumentou que estes não poderiam ser usados “para gerar falsos debates com um fundo racista”. Consequentemente, o texto “condena fortemente aqueles indivíduos, organizações ou partidos que usam o sofrimento dessas famílias para promover seu ódio racista”.

Estas declarações devem ser entendidas no contexto da manifestação contra a ocupação que reuniu cerca de vinte pessoas no mês passado em Pineda e após a organização da qual havia representantes de partidos e organizações de extrema direita.

O manifesto terminou com demandas por “justiça social”, “políticas sociais que respondam à situação atual”, “segurança” e “coexistência”.

Durante a concentração, foram gritados slogans como “pessoas sem casas e casas sem pessoas, não se entende”, “fora o racismo e fascismo de nossos bairros”, “direitos e papéis para todos” ou “nativos ou estrangeiros, a mesma classe trabalhadora”.

Das diferentes entidades e organizações que convocaram o protesto, entre as quais a CNT de Pineda de Mar, eles disseram que se sentem “orgulhosos” por terem reunido quase duzentas pessoas apesar da situação da saúde. Eles também disseram que continuarão “lutando pelo desaparecimento do fascismo e do racismo em nossos bairros”.

Tradução > Liberto

Fonte: https://www.cnt.es/noticias/concentracion-fuera-racismo-y-fascismo-de-nuestros-barrios/

agência de notícias anarquistas-ana

a luz do poente
escala a alta montanha;
no cume será a noite.

Alaor Chaves




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org