Março 25, 2022
Do Agencia De Noticias Anarquistas
306 visualizações

Documentário de 26 minutos, da série “Audiovisual, Directa”, produzida por Rojo & Negro da CGT, e escrita e dirigida pelo repórter de investigação Ferran Barber.

“O grande segredo de Putin é a tortura”, diz Vladimir Osechkin, ativista refugiado em Biarritz. Este russo foi comparado a Julian Assange porque ele teve a coragem de criar uma organização dedicada a expor a violência e a brutalidade que prevalece no sistema penitenciário russo e de Donetsk, bem como a corrupção endêmica entre os serviços de segurança do país. Ao concluir este documentário, alguém próximo ao Presidente da República Chechena colocou a cabeça dele a prêmio, oferecendo 100.000 euros a quem o matar.

Antes de se exilar na França, Vlad trabalhou porta com porta com o líder da oposição Aleksei Navalni e até interveio e denunciou a tortura nas prisões ante a própria duma, o parlamento russo. Osechkin é um dos principais nomes na Rússia no campo dos direitos humanos, uma das poucas pessoas que ousaram denunciar a podridão da ditadura de Putin até as últimas consequências.

Esta investigação fornece provas inquestionáveis de que estupro, tortura e assassinato são uma parte estrutural do sistema prisional, não apenas na Rússia, mas também nos territórios ocupados de Donetsk. Além dos testemunhos do mencionado Osechkin, há os de vários jovens anarquistas russos que tiveram que fugir de seu país e refugiar-se em Kiev para evitar cair nas redes do FSB [Serviço Federal de Segurança russo], o herdeiro direto da KGB.

Em meio à invasão russa, o documentário tenta mostrar a essência autoritária do governo dos agressores russos e a perseguição de Putin a qualquer forma de dissidência.

>> Para assistir o documentário (26:10), clique aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=AyeKb9uqsos

Fonte: https://cgt.org.es/gulag-infierno-en-las-carceles-de-putin-documental/

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

Noite fria, escura,
no asfalto negro da rua
late o cão vadio.

Fanny Dupré



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org