Novembro 23, 2020
Do Agencia De Noticias Anarquistas
318 visualizações


de John Merriman (Escritor), Ana Useros Martín (Tradutor)

Em seu quarto na periferia de Paris, Émile Henry coloca um bastão de dinamite dentro de uma marmita de trabalhador. Ele então coloca a bomba em um de seus bolsos de casaco e, armado com sua arma, uma faca e um profundo desejo de liberdade, sai pela porta. Pouco tempo depois, as janelas do sofisticado Café Terminus são quebradas, um burguês perde sua vida e outros vinte são feridos. Era 12 de fevereiro de 1894, e a era do terrorismo moderno havia apenas começado.

El club de la dinamita é a história magnética daqueles que se levantaram contra o poder estabelecido, daqueles que culpavam o capitalismo, a religião, o exército e o Estado pelas desgraças da classe trabalhadora no final do século XIX. Seu autor, o ilustre historiador John Merriman, mostra como o terrorismo moderno começou em Paris no dia 12 de fevereiro, quando Émile Henry cometeu um ataque contra pessoas inocentes. Desde então, vivemos sob a ameaça permanente do terrorismo, de ataques que não necessariamente visam chefes de Estado ou oficiais uniformizados, mas qualquer um pode ser o alvo. Como mostra Merriman, a mais nobre das causas e lutas pode bater no peito do terrorista, mas isso não o impede de ser impiedoso e terrível.

El club de la dinamita. Cómo una bomba en el París fin de siècle fue el detonante de la era del terrorismo moderno

de John Merriman (Escritor), Ana Useros Martín (Traductor)

Páginas: 264

Preço: 22,00 €

sigloxxieditores.com

agência de notícias anarquistas-ana

se andava no jardim
que cheiro de jasmim
tão branca do luar

Camilo Pessanha




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org