113 visualizações


Por CNT Valência

As paralisações convocadas pela CNT se iniciaram às 17 horas e foram apoiadas de forma majoritária por mais de 70% dos trabalhadores/as das sete empresas do Grupo Alonso.

Dezenas de caminhões se reuniram no início das paralisações na base do Grupo Alonso, situada no município de Quart de Poblet. As paralisações convocadas pela CNT foram apoiadas por mais de uma centena de caminhões, com uma adesão superior a 70% da frota de veículos que foram chamados para a greve.

A essa mesma hora, se formou um grande piquete informativo em frente aos escritórios da direção de recursos humanos reclamando que se tenham em conta os seus problemas reais e as reivindicações da greve. Em especial, solicitam o estabelecimento de uma tarifa fixa para todos/as igualmente, evitando discriminações nas retribuições, entre outras petições.

O pessoal se encontra com força e muito unido. Desde a CNT se adverte a empresa de que as mobilizações não vão cessar até que as reivindicações dos trabalhadores/as sejam ouvidas. Amanhã continuarão as paralisações às 14 horas durante todo o final de semana.

Fonte: https://www.cnt.es/noticias/mas-de-un-70-de-seguimiento-en-la-huelga-del-grupo-alonso/

Tradução > Sol de Abril

agência de notícias anarquistas-ana

o pouso silente
da borboleta de seda
celebra a manhã

Zemaria Pinto




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org