258 visualizações


Rejeitamos como injusta e desproporcional a sentença de três anos e meio de prisão e 150.000 euros contra sete sindicalistas da CNT Gijón.

Rejeitamos categoricamente a sentença que conhecemos contra sete companheiros da CNT de Gijón, aos quais o juiz os condenou a 3 anos e meio de prisão e o pagamento de 150.000 euros de indenização. É um claro aviso do judiciário ao anarco-sindicalismo que opta pela ação direta e pelo confronto social contra a submissão ao poder.

Esta sentença, que será legalmente apelada e contestada das ruas por não poder ser de outra forma, estabelece um grave precedente. Por meio desta decisão judicial é anunciado publicamente que, ou a ação sindical inspirada no anarco-sindicalismo deve passar por aceitação prévia, ou haverá repressão, duramente aplicada com penas de prisão e penas elevadas. Felizmente, nós anarquistas ainda temos uma arma de defesa: apoio mútuo e solidariedade de classe.

O tribunal penal número 1 de Gijón, com sentenças anteriores contra outros trabalhadores que no passado desenvolveram lutas militantes nas Astúrias contra o capitalismo e o Estado, condenou cada um dos sete réus a três anos e meio de prisão pelos crimes de coação e obstrução à justiça. Também obriga os sindicalistas a compensar a empresa com 150.428 euros, declarando o sindicato CNT como responsável vicarialmente. O oitavo réu, um ativista catalão sem-teto que esteve em Gijón um dos dias dos comícios, foi condenado a oito meses de prisão por gravar um vídeo e publicá-lo em sua página do Facebook, sob o crime de coerção.

Daqui, todo nosso apoio a esses companheiros e o seu sindicato. Coragem e incentivo nestes tempos difíceis para os trabalhadores.

Para contribuir financeiramente para os custos legais existe uma conta aberta pela CSA La Justicia neste link (No conceito deve ser escrito ‘La Suiza’):

https://laxusticia.noblogs.org/fondo-de-solidarida-obrera-de-la-felguera/

Federação Anarquista Ibérica – FAI

federacionanarquistaiberica.wordpress.com

Tradução > Liberto

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/07/01/espanha-fazer-sindicalismo-nao-pode-ser-um-delito/

agência de notícias anarquistas-ana

Praia deserta
no rebentar da onda
a moça espera

Eugénia Tabosa




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org