Fevereiro 18, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
164 visualizações


O grupo de afinidade Higinio Carrocera foi fundado em 11 de fevereiro de 2014 em Oviedo.

Em 11 de fevereiro de 2014 foi realizada a reunião de fundação do grupo de afinidade anarquista Higinio Carrocera, no bar Astur, em Oviedo. Sete anos depois, lembramos as razões e circunstâncias em que o grupo emergiu. Para começar, delimitamos nosso campo de ação ao território asturiano e também foi decidido que seria um grupo reduzido em membros, a fim de reforçar seu caráter de afinidade.

Nessa mesma reunião foi decidido criar um boletim periódico para debate e reflexão que seria chamado Fesoria (enxada em asturiano) e do qual foram publicados três números.

 O ato fundador reflete a orientação que queriam dar ao coletivo: “somos um grupo anarquista e o elemento unificador é a afinidade de seus membros, com uma proximidade palpável no campo teórico-prático e uma concepção mais ou menos coincidente das ideias libertárias que, juntamente com uma capacidade de trabalho conjunto, deveriam fazer do grupo a melhor entidade a partir da qual difundir as ideias anarquistas”. Para que o grupo funcione, é necessário que seus membros estejam ativa e militantemente envolvidos, evitando a delegação de tarefas a camaradas que trabalham mais. Somente um envolvimento ativo de seus membros pode permitir que as decisões sejam tomadas por unanimidade. A unanimidade é uma das pedras angulares das organizações anarquistas. O objetivo é evitar a ditadura dos votos e das maiorias e chegar a acordos consensuais. Somos um grupo de afinidade, o que não significa um grupo de luta parcial. Nosso campo de batalha é o antiautoritarismo em todos os seus aspectos, por isso vamos falar e agir em todos os aspectos da vida em defesa do apoio mútuo, da solidariedade e dos princípios anarquistas, que assumimos. Seremos um grupo para a reflexão de ideias e sua aplicação aos problemas cotidianos. Queremos estudar em profundidade, desde uma perspectiva anarquista, os problemas que nos preocupam no dia-a-dia, tais como abusos energéticos, a presença da religião na sociedade, novas tecnologias, etc… Queremos ter uma presença pública, que as pessoas nos conheçam. Levaremos nossas propostas para as ruas, para nossas organizações irmãs, para a mídia e para onde quer que elas queiram nos ouvir.

O grupo é chamado Higinio Carrocera em homenagem ao militante anarcossindicalista da CNT de La Felguera, herói do Mazucu e combatente incansável, que morreu em Oviedo em 1938 assassinado pelos fascistas depois de ter participado das principais frentes de guerra. Revolucionário, miliciano, notável militante, Carrocera também teve um papel importante dentro da FAI asturiana e na defesa do anarquismo contra as tendências mais reformistas da organização asturiana.

Já desde o primeiro momento foi acordado estabelecer contato com a FAI, e embora a adesão tenha sido prolongada no tempo, finalmente aconteceu em dezembro passado, com o aval do grupo Humanidad Libre de Lugo. O grupo também é aderido à Federação da Cruz Negra Anarquista desde outubro de 2019.

A primeira ação que foi programada foi desenvolvida na Semana Santa de 2014, com a distribuição em plena procissão religiosa na cidade de Avilés, de folhetos anticlericais e ateístas, denunciando a hipocrisia da Igreja. Depois vieram muitas outras atividades e iniciativas, tais como o lançamento da Primeira Feira do Livro Anarquista.

Se você quiser mais informações sobre nossas origens e atividades você pode visitar nosso antigo website: grupoanarquistahc.wordpress.com

Fonte: https://higiniocarrocera.home.blog/2021/02/11/siete-anos-propagando-el-anarquismo-en-asturias/

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

sombra da luz
na lua e na rua
alvo do lago

Alice Ruiz




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org