Outubro 1, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
393 visualizações


Após ter que suspendê-la no ano passado por causa da pandemia, a AC El Cantero, AV Venecia, AV La Paz e ARMHA retomam esta iniciativa que homenageia aqueles milicianos anarquistas e antifascistas que ofereceram suas vidas para salvar as de milhares, graças à rede de evasão clandestina entre Zaragoza e Fuendetodos, ativa desde outubro de 1936 a janeiro de 1937. A II Caminhada acontecerá entre 2 e 3 de outubro.

Em 2019, quatro entidades do bairro de Torrero de Zaragoza, a Associação Sociocultural El Cantero, as associações de moradores Montes de Torrero-Venecia e La Paz, e ARMHA (Associação pela Recuperação da Memória Histórica de Aragón), iniciaram uma iniciativa particular. Uma caminhada noturna para recordar e homenagear ‘Los Hijos de la Noche’, aqueles milicianos anarquistas e antifascistas que ofereceram suas vidas para salvar as de milhares. Uma história quase oculta e desconhecida para muitos.

Estes milicianos e milicianas, “foram os que desde outubro de 1936 a janeiro de 1937 protagonizaram os ‘Senderos de Libertad’, uma rede de evasão clandestina organizada pela CNT que conseguiu salvar a vida de companheiros e companheiras do sindicato e também militantes da esquerda zaragozana, evitando assim suas detenções, encarceramento e inclusive as mortes, dada a sangrenta repressão desencadeada pelo bando fascista desde o primeiro momento do golpe militar”, explicam as entidades.

Estes grupos baixavam de Fuendetodos à Zaragoza, atravessando os montes de Torrero. “Os guerrilheiros adentravam na cidade efetuando trabalhos de espionagem e depois voltavam a Fuendetodos fazendo o percurso inverso, mas com informação fresca e com umas quantas dezenas de homens, mulheres e crianças a salvo da repressão”, acrescentam.

Em 2020 não se pode realizar a que teria sido a II Caminhada ‘Senderos de Libertad’ devido à pandemia. “Todos sabemos a situação tão complicada que vivemos, mas este ano, que dita situação melhorou, retomamos esta atividade”, afirmam com entusiasmo.

Deste modo, a II Caminhada ‘Senderos de Libertad’ começará em Fuendetodos, no sábado 2 de outubro (em torno das 19 horas, aproximadamente). As pessoas de Zaragoza que queiram participar sairão de ônibus ou em carros particulares, com ponto de encontro às 18 horas no estacionamento do Cemitério de Torrero com o Tercer Cinturón.

A caminhada constará de duas partes. “No início se andará entre 20 e 30 km, se descansará umas horas no monte e logo pela manhã se reiniciará a caminhada até o bairro de Torrero, até completar os 42 ou 43 km que é a distância total entre os dois povoados”, detalham. A chegada à Zaragoza, ao Parque de La Paz, está prevista para o domingo, 3 de outubro, em torno das 12 h. Ali, se as medidas anti COVID o permitirem, haverá intervenções faladas e musicais, respeitando a todo o momento as medidas sanitárias.

Para aquelas pessoas que queiram participar na homenagem, mas que não estão preparadas para uma caminhada tão difícil, as entidades propõem um itinerário alternativo, a chamada “caminhada curta”. Sair às 9 horas da manhã do domingo ao encontro dos que venham de Fuendetodos e “assim entrar todos juntos no bairro de Torrero”. O ponto de saída será também o estacionamento do Cemitério junto ao Tercer Cinturón, para pegar o caminho do Tiro de Bola.

memorialibertaria.org

Tradução > Sol de Abril

agência de notícias anarquistas-ana

no ar circunvoando
vivo-escarlatas
indolentemente

Sousândrade



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org