Julho 14, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
245 visualizações


Os rendimentos da saison, que se chama Lucia, beneficiarão a organização local Connections for Abused Women and their Children (Conexões para mulheres vítimas de abuso e suas crianças).

Por Mina Bloom | 20/05/2021

A Revolution Brewing está homenageando a ativista trabalhista e “campeã da classe trabalhadora” Lucy Gonzalez Parsons com uma nova cerveja.

Lucia, uma saison dry-hopped, estará disponível na taberna da Revolution na N. Kedzie Ave. 3340 e no brewpub na N. Milwaukee Ave. 2323 a partir de sexta-feira. A cerveja também estará disponível para compra em lojas selecionadas.

Os rendimentos beneficiarão a organização local Connections for Abused Women and their Children (Conexões para mulheres vítimas de abuso e suas crianças).

Todos os anos, a equipe do Revolution fabrica e distribui “Spirit of Revolt”, cerveja feita por mulheres cervejeiras. Mas por causa da pandemia do coronavírus, os cervejeiros não conseguiram se reunir a tempo de fazer a cerveja especial – e fazer uma comemoração – este ano, disse o gerente de comunicações John Carruthers.

Mantendo sua tradição de homenagear mulheres que “lutam por mudanças”, os cervejeiros do Revolution criaram uma cerveja dedicada a Parsons, uma anarquista e socialista radical que passou décadas lutando por direitos trabalhistas no final de 1800 até o início de 1900.

Notavelmente, Parsons e seu marido, Albert, também um ativista trabalhista, lideraram um protesto de 80.000 pessoas para exigir um dia de trabalho de 8 horas como parte de um movimento nacional pelos direitos trabalhistas no final da década de 1880. Esse protesto levou às famosas revoltas de Haymarket, durante as quais alguém detonou uma bomba e matou vários policiais. O marido de Parsons foi preso pelo crime, junto com outros líderes sindicais. Mais tarde, ele foi executado, apesar de haver poucas evidências que ligassem ele e os outros ao crime.

Parsons, uma mulher negra autodidata originária do Texas, fez uma manifestação pelos direitos trabalhistas em sua casa, Chicago, durante décadas após a morte de seu marido, e se tornou conhecida por seu espírito ardente. Ela fundou a Industrial Workers of the World (Trabalhistas Industriais do Mundo), uma organização ainda ativa com sede em Chicago. Notoriamente, um policial de Chicago certa vez se referiu a Parsons como “mais perigosa do que 1.000 manifestantes.”

Parsons morreu em um incêndio em uma casa em Avondale em 1942.

“Revolução, como termo, significa muitas coisas para muitas pessoas. Mas como uma verdadeira personificação da ação anti-establishment e da resistência inflexível ao status quo, é difícil encontrar um exemplo melhor do que a organizadora trabalhista, anarquista e campeã da classe trabalhadora Lucy Gonzalez Parsons”, escreveu a equipe do Revolution em seu site sobre Parsons.

O tributo da Revolution também é adequado, pois sua choperia fica em um trecho da Avenida Kedzie que foi batizado de Lucy Gonzalez Parsons Way pela cidade em 2017.

Fonte: https://blockclubchicago.org/2021/05/20/revolution-brewing-releases-beer-dedicated-to-revolutionary-labor-activist-lucy-gonzalez-parsons/

Tradução > abobrinha

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/08/29/santo-andre-sp-cerveja-castellani/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2019/03/25/espanha-entrevista-com-a-cervejaria-veer/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/04/02/entrevista-com-o-criador-da-acratica-cerveja-artesanal/

agência de notícias anarquistas-ana

criado mudo
fica quieto
mas vê tudo

Carlos Seabra




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org