Fevereiro 13, 2022
Do Passa Palavra
276 visualizações

Por Revolucionários dos Apps

No dia 2 de Fevereiro foi realizada uma reunião geral de entregadores de Goiânia. No evento, que contou com um número gigantesco de entregadores, foi decidido uma paralisação por tempo indeterminado até um pronunciamento da iFood a respeito dos nossos problemas relativos às sub-praças e as empresas OL. Sendo assim, decidimos que a partir do dia 11 de fevereiro, uma sexta-feira, iniciaríamos nossa paralisação.

No dia 11, saímos em motociata pelas ruas de Goiânia denunciando nossas condições de trabalho ( contra o agendamento de entregas, pela divisão leal – 50% pra cada função: OL e Nuvem, e pelo aumento das taxas ), contando com apoio de grande parte da população. A mídia também cobriu massivamente nossa manifestação e muitos jornalistas nos procuraram para buscar entender os motivos de nossa paralisação. Após a motociata, nos dividimos em grupos e brecamos diversos estabelecimentos de Goiânia, impedindo o funcionamento normal do aplicativo e conversando com demais colegas entregadores que até então não haviam aderido à paralisação. A ação foi um sucesso! A maioria dos colegas que não haviam aderido se juntaram a nós e reforçaram nossas demandas. Após esse breque inicial, voltamos ao Cepal do Jardim América, onde nos reorganizamos e dividimos em novos grupos para brecar a janta. Foi então que diversos colegas começaram a compartilhar um aviso que apareceu no celular de todos os entregadores de iFood de Goiânia, onde o aplicativo dizia estar ciente de um problema que acontecia em Goiânia com a divisão de rotas e que estava “trabalhando para resolver”.

Sabemos que essa mensagem do iFood não veio do nada. Foi a força do breque que teve que fazer o ifood se pronunciar sobre o problema que estamos passando! Mesmo com essa mensagem, decidimos por manter a paralisação para o dia seguinte, dia 12 de fevereiro.

Ao final de tarde do dia 12, em conversa com os participantes do breque, decidimos realizar o teste do iFood e aguardar a nota prometida para a segunda-feira. Como bem dito pelos colegas: “faremos o teste à partir da segunda, e caso não esteja normalizado, voltaremos com a paralisação”. Nesse sentido, anunciamos que vamos dar um tempo nas paralisações para realizar o teste a partir da segunda-feira, mas vamos manter o estado de greve. Caso a iFood não cumpra com o que nos disse, voltaremos com nossa paralisação.

Faremos uma semana de teste com o aplicativo e chamamos todos os entregadores a comparecerem no dia 21 de fevereiro às 15 horas no Cepal do Jardim América para avialiação! Pretendemos assim ouvir de todos os entregadores se algo de fato mudou nesse tempo, e como prosseguiremos à partir desse dia.

Juntos somos mais fortes!




Fonte: Passapalavra.info