Fevereiro 11, 2022
Do Passa Palavra
316 visualizações

Por Não Morra no Ponto

No dia 11 de Fevereiro de 2022 os entregadores de Goiânia iniciam uma paralisação de tempo indeterminado, até que a Ifood atenda as seguintes demandas:

Fim da política de sub-praças:

A Ifood vem ampliando a política de sub-praças e OL (Operadores Logísticos). Para além disso, no momento de atribuição de uma entrega a corrida quase sempre é passada para entregadores da modalidade OL, enquanto aqueles da modalidade “Núvem” acabam ficando sem corridas.

Fim dos bloqueios indevidos:

Os bloqueios são ocasionados por uma série de motivações: desde cancelamento de pedidos feitos por clientes, “bugs” no aplicativo que não apontam a conclusão de uma entrega, ou até participações de entregadores nas paralisações.

Fim do agendamento:

A modalidade de agentamento é um modelo de “entrega com hora marcada”. Esse elemento, que supostamente aumentaria a quantidade de entregas diárias, na realidade reduziu as mesmas, além de ter provocado uma série de “bugs” no aplicativo — como não tocar fora do horário de agendamento. Outrossim, grande parte dos horários disponíveis estão em indisponibilidade aos entregadores.

Instauração de melhores taxas.

Assim, a partir do dia 11 de Fevereiro, não vai sair pedido em Goiânia!

Foi organizada uma vaquinha para arrecadar fundos para a compra de materiais durante a paralisação. A chave-pix para transferência é a seguinte:




Fonte: Passapalavra.info