Maio 5, 2022
Do Passa Palavra
259 visualizações

Por Julian Assange

O livro  “Quando Google conheceu WikiLeaks” é fruto do encontro entre o alto escalão do Google e Julian Assange, fundador do WikiLeaks. A visita ocorreu no ápice da publicação dos vazamento dos telegramas diplomáticos do Departamento de Estado dos Estados Unidos, em 2010 (ver aqui e aqui), quando Eric Schmidt e outros membros da empresa de Mountain View se deslocaram até a área rural do Reino Unido, onde Assange permanecia em prisão domiciliar. O que poderia chamar atenção num primeiro momento explicava-se pelo fato da finalidade da visita ser uma entrevista, uma vez que Schmidt e seu parceiro, Jared Cohen, preparavam um novo livro, “O Novo Mundo Digital”, o qual deveria ter sido publicado em 2013. De fato, a entrevista ocorreu e sua transcrição pode ser lida e ouvida no próprio site do WikiLeaks. O livro, no entanto, mudou de nome e teve outra ambição. E a visita não foi o que aparentava ser.

O trecho traduzido documenta em detalhes o papel ativo e a relação de uma das maiores empresas do mundo na política externa norte-americana, assim como sua relação com as “Revoluções 2.0”, o complexo militar e a sua participação junto às organizações não-governamentais. A leitura desse excerto é bastante elucidativa para se compreender, por exemplo, o que faz Eric Schmidt no Occupy Hong Kong.

Leia ou baixe o livro aqui:




Fonte: Passapalavra.info