353 visualizações


Na sexta-feira, 8 de novembro de 2019, o camarada anarquista Vangelis Stathopoulos foi preso pelo Serviço Anti-terrorista grego com a desculpa de que ele havia participado de um roubo em Holargos, cidade da periferia de Atenas, em 21 de outubro do mesmo ano. No dia seguinte à sua prisão, com uma crescente reação de terror e histeria, foi repentinamente anunciado que ele também é acusado de participar da organização “Auto-Defesa Revolucionária”. A prisão de nosso camarada foi, como de praxe, acompanhada de difamação da mão direita do governo, da grande mídia, de várias publicações e reportagens televisivas em que foram fabricadas acusações e ele foi apresentado como “terrorista nacional” e “o professor de kung fu que dá aulas de defesa militar para criar um exército”.

Durante todo o período de sua prisão pré-julgamento, ele testemunhou o “teatro do absurdo” que o Serviço Anti-terrorista e o Ministério da Proteção dos Cidadãos montaram, já que todas as provas que eles tentaram apresentar foram desconstruídas – testes de DNA, acusações de ataques específicos da organização “Defesa Revolucionária” durante o período em que o camarada estava na prisão anteriormente, suposta prova de sua participação em um roubo em um dia em que ele estava dando aula de artes marciais no centro de Atenas, e assim por diante.

Desde o primeiro momento de sua prisão, o camarada negou as acusações, tanto a de roubo quanto a de participação na organização “Defesa Revolucionária”, e como ele declarou pessoalmente: “Todo esse espetáculo sobre mim é parte de uma política repressiva do atual governo contra os anarquistas e o movimento anarquista. Basicamente tenho sido acusado de metade do código penal simplesmente por ter demonstrado solidariedade por uma pessoa ferida. Sou um anarquista, sou um membro ativo do movimento anarquista… Eu nego a acusação por roubo e por organizar a “Defesa Revolucionária”.

O julgamento do nosso camarada começou em 17 de março de 2021. As acusações específicas que ele recebeu são de caráter criminal (participação em roubo armado e participação de organização criminosa). Ao mesmo tempo, ele está sendo obrigado a angariar uma quantia enorme de dinheiro para seus custos jurídicos, durante um período de precarização generalizada e crise, com empregados sem pagamento, com um auxílio escasso de 534 € (quinhentos e trinta e quatro euros) e com a alta de desempregados no país, enquanto eventos públicos por solidariedade e apoio financeiro é impossível para nós.

Tendo completado um ano e meio de prisão pré-julgamento sem nenhuma evidência que justificasse e tendo sofrido profissionalmente e financeiramente, ele continua lutando atrás dos muros, na linha de frente na luta dos presos no que concerne a administração da pandemia. Recentemente ele também fez greve de fome em solidariedade com o revolucionário Dimitris Koufontinas. A única prova incriminadora contra nosso camarada é o fato de que ele não cooperou com o Serviço Anti-terrorista, sua identidade anarquista, sua participação de longa data no movimento anarquista, e sua moral que não se dobra, pois ele continua lutando e mostrando solidariedade dentro da prisão.

Do nosso lado, do outro lado do muro, usamos nossa arma mais poderosa, a solidariedade, e não vamos deixar nenhum revolucionário sozinho nas mãos do estado e de seus conluios.

Libertação imediata do anarquista Vangelis Stathopoulos!

>> Para colaborar financeiramente com Vangelis, clique aqui:

https://www.firefund.net/vangelis?fbclid=IwAR0_Tz-NyBgJSwvIBtawFjssXk6FdV2tlISTrJHC58Of_O2copNGnhDsgzQ

Tradução > DesTroya

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/04/14/grecia-pedido-de-apoio-financeiro-para-o-fundo-de-solidariedade-para-presos-e-companheiros-perseguidos/

agência de notícias anarquistas-ana

Vento refrescante –
Sombra de nuvens
Sobre os verdes arrozais.

Kyoroku




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org