Julho 22, 2021
Do Agencia De Noticias Anarquistas
222 visualizações


Nos ajude a reconstruir a okupa Libertatia, incendiada por fascistas, como um símbolo antifascista e centro político.

Ajude a reconstruir Libertatia

A okupa Libertatia, ativa desde 2008 em Tessalônica, foi o alvo de uma ação fascista em 21 de janeiro de 2018. Naquele dia, um fervor nacionalista em Tessalônica estava no maior pico de todos os tempos, com uma manifestação muito grande ocorrendo contra o uso do nome Macedônia para o Estado vizinho. Desde o incêndio dos fascistas, nossa decisão foi reparar o prédio queimado, continuar abrigando nossas lutas e fazer uma declaração sólida contra o fascismo.

O ataque fascista contra a okupa Libertatia ocorreu em Tessalônica, no dia 21 de Janeiro de 2018. Na “capital” multicultural da península dos Balcãs, a cidade dos refugiados, da perseguição e extermínio das populações judaicas e outras etnias, a cidade dos trabalhadores assassinados durante o sangrento Maio de 1936 e do assassinato de Lambrakis em 1963. Entre os crimes de fascismo e nacionalismo que aconteceram nesta cidade, mais um é acrescentado, o incêndio de um prédio histórico, que estava de pé há mais de um século. Infelizmente, quem esquecer a história estará pronto para vivê-la novamente.

O incêndio criminoso da okupa Libertatia foi um incidente que abalou o bairro de Faliro, em Tessalônica. Este edifício neoclássico nas ruas de L. Strat e Sarantaporou, um dos poucos prédios antigos conservados em Tessalônica, forneceu um teto essencial para algumas pessoas como também um lar para ideias libertárias. O ataque ocorreu no dia da “manifestação macedônica”, onde pessoas fecharam as ruas e saíram para defender a “identidade grega” da Macedônia. Uma multidão fascista, incluindo hooligans, depois de enfrentar primeiro um contra-ataque antifascista no centro da cidade, entrou na Libertatia e a queimou.

Durante o ataque, a polícia que estava próxima, nada fez para preveni-lo. Enquanto o esqueleto de concreto do prédio ainda estava de pé, o piso, tetos e tudo dentro dele foi destruído (incluindo um arquivo detalhado de livros políticos, textos e os pertences pessoais das pessoas participantes do projeto de moradia coletiva da okupa). As causas políticas e as correntes dessa reunião ultra nacionalista ridícula são um assunto discutido em detalhes em nossos textos anteriores e gostaríamos, aqui, de nos concentrarmos em nossa luta que está por vir. Para mais informações sobre os detalhes do ataque, as manifestações fascistas pró-Macedônia durante este período, como também algumas das ações solidárias que já ocorreram, confira o blog: rebuildlibertatia.noblogs.org

QUEM NÓS SOMOS (LIBERTATIA)

Libertatia significa libertária, inspirada na semi-mítica comunidade liberal de piratas dos anos 1600. Em maio de 2008, o casarão foi ocupado e as pessoas que ocuparam deram vida a ele após muitos anos de desolação. Tentamos torná-lo sustentável e conseguimos. Devido à sua idade e sua arquitetura, isso foi conseguido com muito esforço, às nossas próprias custas e ajuda de companheires.

O grupo da ocupação se baseou nos princípios de igualdade, anti-hierarquia e de auto-organização. Isto criou um lugar aberto a todas pessoas que lutam para derrubar um sistema social podre, baseado na exploração. Para além das nossas ideias, Libertatia também abrigou nossas necessidades e nos abrigou, sem o intermédio de aluguel. Alojou pessoas que não tinham meios para alugar uma moradia, tais como migrantes/refugiades e pessoas das classes sociais mais pobres.

Nos seus muitos anos, acolheu muitos grupos e pessoas diferentes, com interesses e funções diversas. Para além do coletivo político que ali estava – e ainda está – alojado, muitos outros grupos centrados em partes específicas da luta libertária, como o antifascismo e o antissexismo, também fizeram parte da okupa. Além disso, muitas atividades e grupos culturais foram alojados na okupa: biblioteca, cinema, teatro, música, oficinas, etc., bem como grupos de auto-educação, como a descoberta e partilha de conhecimentos sobre questões políticas anti-hierárquica. Acreditamos firmemente que a ação requer conhecimento e que o conhecimento requer educação.

SOBRE O PROJETO DE RECONSTRUÇÃO

O incêndio intencional não mudou as nossas intenções nem enfraqueceu em nada a nossa determinação. Mas tornou tudo mais difícil em termos materiais. O desejo de reconstruir a Libertatia nos foi logo evidente, desde o primeiro momento. Há duas razões principais para isto. Primeiro, queremos que a nossa okupa seja capaz de abrigar tudo o que fazia antes, e ainda mais. Em segundo lugar, acreditamos que a sua reconstrução é uma afirmação veemente contra o fascismo e a favor das nossas ideias libertárias. O que eles destroem, nós, com as nossas mãos e as mãos de nosses camaradas, podemos reconstruir e fazer florescer novamente. A luta antifascista não se pode limitar apenas a opor-se à ameaça, sempre que esta se torne visível. Contribuímos para esta causa e pela causa da mudança deste sistema perigoso, também criando, provando o valor das nossas ideias, por meio de declarações afirmativas para que os nossos ideais possam tomar forma.

Após o incêndio intencional, foi criada uma iniciativa de grupo específico, a fim de organizar ações para o projeto de reconstrução e formar um corpo permanente para concluir esta luta. Este grupo ainda está ativo e é o principal responsável pelo processo de reconstrução.

A respeito da parte técnica, até agora, limpamos grande parte dos destroços no interior da okupa. Felizmente, o casarão consiste em dois edifícios separados, com o maior (queimado) de frente para a rua, e o segundo, menor, no jardim, que não foi danificado pelo fogo. Ainda assim, não foi utilizado desde que as últimas pessoas que ali moravam saíram de lá. A fim de podermos ficar e trabalhar no local, primeiro reformamos as rachaduras do edifício pequeno. Este foi um feito em si mesmo; uma vez que a maioria de nós não tinha experiência prévia de construção, mas com uma ajuda valiosa, aprendemos a fazer tudo isso.

Ao mesmo tempo, começamos também a trabalhar no edifício principal (queimado), tentando sobretudo minimizar quaisquer danos consequentes que os elementos o causariam. O próximo grande passo importante foi cobri-lo com um novo telhado, que o protege da chuva e está instalado no edifício de uma forma sólida. Evidentemente, uma das primeiras coisas que fizemos foi consultar arquitetes e pedreires, que confirmaram que não há perigo de colapso do edifício a curto prazo.

REPRESSÃO E NOSSA SITUAÇÃO ATUAL

Nas nossas tentativas de reconstruir a Libertatia, óbvio que também tivemos de lidar com o convidado-não-convidado: o Estado. No dia seguinte ao incêndio intencional, foi convocada um ato em solidariedade que começou na Libertatia. 2500 pessoas mostraram seu apoio nessa ação. Infelizmente, e com bastante antecipação, a polícia atacou a manifestação com pretextos tolos, prendendo 5 pessoas ao acaso e acusando-as de incêndio criminoso no mais alto grau. Quanto aos culpados por detrás do incêndio intencional da Libertatia, mesmo enquanto falamos, não foram feitas detenções nem mesmo acusações.

Além disso, a polícia invadiu a okupa três vezes na tentativa de nos impedir de reconstruir o edifício. Após a detenção de 4 camaradas em 8 de Novembro de 2019 apenas por trabalharem no telhado do edifício e o confisco do nosso equipamento em outra ocasião, em 17 de Julho de 2020, a última invasão ocorreu em 23 de Agosto de 2020. A polícia, armada até aos dentes, arrombou a porta e correu para dentro, enquanto nós trabalhávamos no telhado do edifício, onde estávamos, gritando em protesto contra a invasão e também tornando-a pública para a vizinhança. No final, 12 de nós foram preses e são agora ridiculamente acusades de obras de construção ilegais, de resistência contra a polícia e, ironicamente, de danificar um patrimônio classificado! O movimento de Tessalônica respondeu à altura e no dia 5 de Setembro, enquanto uma manifestação com 150 pessoas se encontrava no exterior da okupa, a protegendo de qualquer intervenção policial, pudemos consertar uma grande parte do telhado. Contra todas as probabilidades, conseguimos concluir a restauração do telhado em Novembro de 2020. Esta primeira grande vitória mostra que mesmo contra a vontade do Estado, mesmo com conhecimentos e experiência limitados, mesmo com a luta e as nossas vidas, continuamos, ainda conseguimos lidar com isso.

PORQUE PRECISAMOS DO SEU APOIO

Para continuar o projeto de reconstrução, precisamos de um fundo adicional para além do que temos condições de dispor, especialmente durante esse isolamento social, uma vez que é impossível organizar qualquer ação de levantamento de fundos como costumávamos fazer (shows, bares de apoio financeiro, etc.). O financiamento do projeto de reconstrução é duplo: o custo da reconstrução propriamente dita, como também uma parte dos custos que foram gastos para a defesa jurídica das pessoas acusadas da luta pela Libertatia.

Nós pedimos seu apoio para a conclusão desse projeto. A reconstrução da Libertatia é um grande desafio, não só para nós, mas para todas as pessoas em luta contra qualquer forma de fascismo e capitalismo. Acreditamos que esse processo em si mesmo e o seu êxito final será mais uma prova de que podemos viver e criar sem a interferência do Estado, do Capital e da Autoridade. É uma batalha que tem de ser ganha e será ganha.

CONTRA A VONTADE DE QUALQUER UM,

A OKUPA LIBERTATIA DEVE PERMANECER VIVA

SEM RECUO, LUTA CONTÍNUA

CONTRA O FASCISMO E O NACIONALISMO

PARA O ANARQUISMO E O COMUNISMO LIBERTÁRIO

>> Para colaborar, clique aqui:

https://www.firefund.net/rebuildlibertatia

Tradução > Serena

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/09/11/grecia-comunicado-de-batida-policial-na-ocupacao-libertatia/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2020/09/01/grecia-video-de-propaganda-sobre-o-incendio-criminoso-e-a-reconstrucao-da-okupacao-libertatia/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2018/01/30/grecia-tessalonica-informacao-sobre-a-marcha-contra-o-ataque-fascista-contra-a-okupa-libertatia/

agência de notícias anarquistas-ana

neve profunda –
as pegadas do gato
cada vez maiores

Ion Codrescu



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org