195 visualizações


Nos últimos dias, várias greves têm sido realizadas na Itália, chamadas por diferentes “sindicatos de base”, muitos dos quais são membros da Rede Sindical Internacional de Solidariedade e de Lutas. Além dessas greves, particularmente nos setores de educação ou transporte, outros movimentos mais globais estão se preparando para outubro : em condições difíceis, como conseqüência da pandemia da COVID-19 e da gestão da pandemia por empregadores e autoridades públicas, os trabalhadores estão retomando a ofensiva, coletivamente.

Na Itália como em outros lugares, não queremos pagar por sua crise ; não deixaremos que usem a pandemia para destruir ainda mais os serviços públicos, deteriorar nossas condições de trabalho, reduzir nossos salários, aumentar os despedimentos e a precariedade, romper nossos coletivos de trabalho, destruir nossos direitos.




Fonte: Laboursolidarity.org