338 visualizações


Janeiro de 2021: quando começa a greve de fome de Dimitris Koufondinas, poucas pessoas saem às ruas para apoiar sua luta e, assim que uma faixa é desfraldada, as acusações policiais começam pontualmente, de acordo com as diretrizes de um governo cuja agenda política inclui a guerra aberta contra qualquer forma de oposição social.

Março 2021: Por trás da faixa que diz “Nasci em 17 de novembro” (foto), mais de dez mil pessoas se manifestam nas ruas de Atenas. O que aconteceu nestes dois meses? Quais foram os elementos que contribuíram para uma mudança tão drástica da situação na Grécia? Como se explica tal ampliação da solidariedade com um companheiro condenado a várias penas perpétuas por suas atividades na mais importante organização armada da Grécia?

O que está acontecendo lá fora é muito mais importante do que aquilo pelo qual começou“, escreve Dimitris em sua declaração, quebrando sua greve de fome. De um de nossos correspondentes em Atenas, a análise desses dois meses de paixão.

>> Escute (em italiano) no link abaixo:

Fonte: https://ilrovescio.info/2021/03/31/koufondinas-uno-pochi-diecimila/

Tradução > Liberto

Conteúdos relacionados:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/03/26/grecia-sobre-o-estado-de-saude-de-dimitris-koufontinas/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/03/23/grecia-uma-faisca-de-uma-celula-se-espalhou-como-fogo-por-toda-a-sociedade-dimitris-koufontinas-venceu/

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/03/11/grecia-anarquistas-protestam-em-frente-a-embaixada-americana-em-apoio-a-d-koufontinas/

agência de notícias anarquistas-ana

o pato, menina,
é um animal
com buzina

Millôr Fernandes




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org