Fevereiro 10, 2022
Do Agencia De Noticias Anarquistas
257 visualizações

Claudio Lavazza é um anarquista de ação que passou os últimos 25 anos em prisões espanholas e francesas. Militante na agitação armada dos anos 70, depois de ter sido preso na Itália pelas atividades do PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), sua vida foi dividida entre esconder-se, fugir e uma teimosa e interminável inimizade contra bancos e autoridades e uma sempre pronta solidariedade com os movimentos subversivos que encontrou ao longo do caminho.

Preso em 1996 na Espanha após um tiroteio em um assalto a um banco que deu errado, ele se engajou na batalha contra a prisão especial do estado espanhol, o regime FIES ao qual foi submetido por 8 anos. Após 24 anos de prisão, ele foi extraditado para a França, onde uma sentença de 10 anos o aguardava por um grande assalto em uma agência do Banco da França em 1986. Apesar da legislação europeia estipular que o acúmulo de sentenças cumpridas na Espanha pode absorver esta sentença, e que Claudio deveria estar livre em 11 de dezembro, o promotor do tribunal de Mont de Marsan, encarregado de seu caso, continua a usar desculpas e pretextos para atrasar a libertação de Claudio. Esta é mais uma vingança estatal para punir um revolucionário consistente que nunca negou seu passado e continua afirmando a necessidade e o valor da luta contra o Estado e o capital.

A partir de 7 de janeiro, com a reabertura dos escritórios judiciais franceses, pedimos a mobilização para que as autoridades responsáveis libertem Claudio da prisão.

Abaixo estão os dados de contato das autoridades responsáveis pelo prolongamento da prisão de Claudio:

Vice procureur de la république Céline Bucau

Celine.Bucau@justice.fr

Secrétariat du procureur de la république

+33 5 24290418

Escritório de cobrança de penalidades

+33 5 24280457

Tribunal Judicial de Mont-de-Marsan

249, Avenue du Coronel Rozanoff

40011 Mont de Marsan Cedex

Também estamos atualizando o endereço para o qual podemos escrever a Claudio (é importante que as autoridades penitenciárias saibam que Claudio não é o único a enfrentar este assédio judicial!), pois nosso compa foi recentemente transferido para uma seção “para delinquentes permanentes” dentro da mesma prisão onde ele esteve desde sua chegada na França:

Claudio Lavazza

No. ecrou 11818, CD 1 célula 5, 1D

CP de Mont-de-Marsan

Chemin de Pémégnan

BP 90629

40000 Mont de Marsan (França)

Vamos nos mobilizar!

Contra todas as prisões!

Fonte: https://malacoda.noblogs.org/post/2022/01/11/liberta-per-claudio-lavazza/

Tradução > Liberto

Conteúdo relacionado:

https://noticiasanarquistas.noblogs.org/post/2021/05/20/claudio-lavazza-e-extraditado-para-a-franca/

agência de notícias anarquistas-ana

Hora do recreio:
periquitos tagarelas
brigam pelas mangas.

Anibal Beça



on Twitter


on Facebook


on Google+




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org