237 visualizações


Por Raffaele De Luca

O congelamento das expulsões e despejos emitidas antes de 28 de fevereiro de 2020, ou seja, nos dias anteriores ao fechamento nacional, expirou, e é por isso que a partir de hoje (01/07) recomeçamos com a execução do mesmo. Para aqueles emitidos durante a pandemia, porém, houve uma extensão do bloqueio, o que simplesmente atrasa o que é um destino inevitável: eles serão liberados nos próximos meses em duas parcelas. Especificamente, a partir de 1º de outubro, os despejos solicitados de 28 de fevereiro a 30 de setembro de 2020 serão acionados, enquanto que a partir de 1º de janeiro de 2022 serão acionados aqueles solicitados de 1º de outubro de 2020 a 30 de junho de 2021.

Tudo isso ocorrerá enquanto haverá uma liberação total de redundâncias. De fato, mesmo neste caso, foi introduzida uma prorrogação do congelamento até 31 de outubro de 2021 para alguns setores, mas precisamente após esta data eles podem ser feitos. Como resultado, haverá um aumento ainda maior da pobreza absoluta. Neste sentido, já no primeiro ano da pandemia, de acordo com as estatísticas do ISTAT, ela aumentou, atingindo o nível mais alto desde 2005: mais de dois milhões de famílias em pobreza absoluta, para um total de mais de 5,6 milhões de indivíduos.

Isto testemunha, portanto, que a remoção do bloqueio de despejos para algumas pessoas e a simples prorrogação de alguns meses para outras, é parte de uma grave situação de crise causada pela pandemia. Por causa da pandemia, muitas pessoas não poderão pagar seu aluguel. Portanto, perguntamo-nos por que foi decidido proceder com a execução de despejos (imediatamente ou em breve) como se os problemas econômicos dos cidadãos italianos fossem resolvidos e a situação tivesse voltado à situação pré-pandêmica. Este não é absolutamente o caso, pelo contrário, devido ao iminente desbloqueio total de demissões que muitas pessoas nos próximos meses poderão ficar sem trabalho.

Fonte: https://www.lindipendente.online/2021/07/01/italia-da-oggi-tornano-gli-sfratti-per-gli-inquilini-colpiti-dalla-crisi/

Tradução > Liberto

agência de notícias anarquistas-ana

Você se parece
com este galho de acácias
repleto de sóis.

Eolo Yberê Libera




Fonte: Noticiasanarquistas.noblogs.org