Junho 24, 2021
Do Reporter Popular
350 visualizações


Por CUAPI  – Coletivo Urbano em Apoio aos Povos indígenas

Foto: Alex Fichler

Após a aprovação do PL 490 na Câmara dos Deputados projeto segue para o Plenário da Câmara e Senado.

O projeto de lei 490 que tramita no Congresso teve sua primeira votação marcada para o dia 23/06 sem a consulta prévia dos povos originários, e ainda de acordo com a deputada Joenia Wapixana, durante a votação, um dos termos da sessão propositalmente excluía a participação dos povos indígenas neste processo de consulta. No dia anterior, em uma tentativa de ocupar a Câmara dos Deputados para se manifestar em oposição ao projeto de lei que entrava em sessão, os indígenas  são duramente reprimidos com gás lacrimogêneo e agredidos pelos policiais militares.

A sessão iniciou no dia seguinte às 09:00h e por volta das 14:15h a votação se encerrava, com o trágico resultado de mais votos a favor de seguir com o projeto de lei genocida, ecocida e etnocida do que contra.

Apesar deste resultado que tensionou e gerou a sensação de luto em todos, a luta ainda não acabou, após a votação na Câmara dos Deputados, o PL segue para o Plenário e na sequencia para votação no Senado. Por isso, o acampamento indígena permanecerá em Brasília até que o PL caia, vale lembrar também que está prevista a votação do Marco Temporal no dia 30 de Junho. Este mês pode ser definitivo para os direitos originários e o futuro da terra.

Por isso, é essencial apoiar quem está em luta neste momento! Além de apoiar as organizações de indígenas em seus locais de moradia com manifestações locais e demonstrações de solidariedade e luta, também podemos ajudar via PIX para demandas gerais do acampamento.

Algumas campanhas das comitivas que estão rolando:

Guarani M’bya (RS) – PIX: 60201804093 – Hélio Fernandes

Guarani M’bya (SP) – PIX: 23666085865 – Richard Vera

Etnias diversas (RN) – PIX: 84991226024 – José Luiz

Brigadista e Ativista Alex Fichler – 33573178000180

Ou diretamente com a APIB no site: bit.ly /levantedoe




Fonte: Reporterpopular.com.br