Agosto 16, 2021
Do
281 visualizações


Na tarde do dia 28 de julho, quarta feira, os companheiros Danilo Oliveira (Biu), Paulo Lima (Galo) e sua esposa, Gessica, foram presos sob acusação de envolvimento no incêndio da estátua do símbolo racista, assassino e genocida que representa Borba Gato. Hoje, 30 de julho, Géssica foi solta, mas a campanha pela liberdade de Galo e Biu continua! Chega de homenagens a genocidas. Lutar não é crime!

MÃOS ESTENDIDAS AOS COMPANHEIROS, PUNHOS CERRADOS AOS INIMIGOS!
LIBERDADE JÁ!

#LiberdadeParaGalo
#LiberdadeParaGessica
#LiberdadeParaBiu
#LiberdadeParaGaloGessicaeBiu




Fonte: Lutafob.org