Dezembro 20, 2020
Do Coordenacao Anarquista Brasileira
179 visualizações


Segue tradução de nota da União Comunista Libertária e Solidaires Rhône, da França, sobre ataque fascista ocorrido há uma semana. Nota original aqui.

Novo ataque fascista no bairro “Croix-Rousse” durante a arrecadação de brinquedos de Natal

Este sábado, 12/12, ao final de uma arrecadação solidária de roupas e brinquedos organizada pela associação PESE na livraria La Plume Noire, dois membros da associação PESE (Pela Igualdade Social e Ecologia), também sindicalizados em Solidaires Rhône, foram atacados por um grupo de 7 a 8 ativistas de extrema direita.

Tendo vigiado o local, os fascistas esperaram que os 2 voluntários estivessem sozinhos para atacá-los (10 minutos antes, cerca de dez pessoas estavam presentes na livraria).

O ataque está longe de ser trivial:
– Foi realizado no dia de uma arrecadação de roupas e brinquedos organizada por uma associação, dirigida a famílias pobres, em particular famílias de imigrantes.
– O local que abrigava a arrecadação já sofreu ameaças, pichações em sua vitrine e um ataque em 2016 por um grupo de fascistas.

Recorde-se que a cidade de Lyon continua a ser a base de vários grupos fascistas, entre os quais a Génération Identitaire (Geração Identitária), que possui uma vitrine com instalações abertas ao público (La Traboule) e uma sala de treinamento de combate de rua (L’Agogé).

Há 10 anos nossas organizações estão envolvidas em grupos que lutam contra esses grupelhos e pelo fechamento de seus locais, e continuaremos fazendo isso apesar das intimidações e desse novo ataque. A estratégia da extrema direita não mudou: atacar e aterrorizar, incluindo membros de uma associação, mas continuamos decididas e decididos a lutar contra esses ativistas do ódio.

Na época de Collomb (ex-prefeito do município), os fascistas nunca foram importunados e o fechamento de seus locais foi resultado unicamente da mobilização dos e das habitantes dos bairros afetados.

Quantos ataques, quantas agressões acontecerão, quantos feridos e feridas teremos que contar, para que finalmente sejam tomadas medidas contra estes pequenos grupos? Ou talvez tenhamos que esperar por uma morte? A atitude de descaso em relação a esses ativistas de extrema direita é insuportável.

De nossa parte, seguiremos lutando junto com as e os trabalhadores, as e os explorados, por nossa emancipação e justiça social longe dos discursos fascistas. Continuaremos mobilizando os e as trabalhadoras e moradores dos bairros afetados contra essas ameaças.

Contra os fascistas, só podemos contar com nós mesmas/os e com a solidariedade de nossa classe social.

União Comunista Libertária Lyon e Sindicato Solidaires Rhône




Fonte: Cabanarquista.org