Novembro 23, 2020
Do Reporter Popular
255 visualizações


Na tarde deste domingo, 22, manifestantes se reuniram no Norte Shopping, na frente do Carrefour, para protestar novamente pela morte de Beto, assassinado por seguranças da rede de supermercados na quinta-feira, enquanto fazia compras com a família em Porto Alegre.

Além do repúdio ao assassinato cruel de Beto, ato claramente motivado por racismo dos seguranças do mercado, sendo um deles, inclusive, policial militar, o protesto também denunciava a violência do Estado e das polícias contra a população negra e pedia a queda do CEO do Carrefour no Brasil, Noël Prioux.

A manifestação, que foi a segunda no Rio desde o caso, começou no Carrefour e caminhou pelo shopping com palavras de ordem, faixas e cartazes. Depois, foi para a rua e fechou a via por alguns minutos, antes de voltar para a frente do Shopping, onde se encerrou.

Antes do término do protesto, a Polícia tentou prender alguns manifestantes que escreveram “Vidas Negras Importam” no asfalto, porém devido à pressão popular e à atuação de advogados ativistas, todos foram liberados.

Além do Norte Shopping, mais duas manifestações ocorreram no Rio neste domingo, uma em Caxias e outra em São Gonçalo.

 




Fonte: Reporterpopular.com.br