Novembro 8, 2020
Do Reporter Popular
328 visualizações


Neste sábado, 7, centenas de mulheres ocuparam às ruas de Joinville em solidariedade à Mariana Ferrer e para protestar contra a violência contra a mulher.

Ao todo, o ato teve mais de 300 participantes e teve concentração na frente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), onde foram confeccionadas faixas e cartazes.

Depois, por volta das 15h, a manifestação teve uma caminhada pelas ruas do Centro, até chegar à Prefeitura de Joinville.

Durante o protesto, gritos e cantos exigiram o fim do machismo, da violência de gênero e a opressão contra as de baixo.

Por conta da pandemia da Covid-19, todas as participantes usaram máscara e buscaram manter distanciamento social.

Caso Mariana Ferrer

Mariana Ferrer acusa o empresário André de Camargo Aranha de tê-la estuprada em 2018, em uma festa em Florianópolis (SC).

O vídeo da audiência que ocorreu em setembro foi publicado pelo site The Intercept Brasil. Na gravação, o advogado de defesa, Cláudio Gastão da Rosa Filho, exibe fotos sensuais feitas por Mariana Ferrer quando era modelo profissional, definindo-as como “ginecológicas”.

Ele constrange ainda mais a mulher, afirmando que “jamais teria uma filha” do “nível” de Mariana.

André de Camargo Aranha foi absolvido pela Justiça.




Fonte: Reporterpopular.com.br