Fevereiro 16, 2021
Do Anarkio
335 visualizações


Não existe reforma para este sistema, o que existe é a perpetuação do poder, da hierarquia e da exploração. O Estado não quer ser extinto, ele condicionou a população para crer que sua presença é totalmente necessária, não passa pela cabeça de quase ninguém a possibilidade da autogestão, de viver em uma nova sociedade livre de coerção e exploração, onde todos sejam responsáveis por todas as decisões. Ao invés disso, por uma questão de falta de visão previamente planejada pelas pessoas detentoras do poder, as grandes “massas” esperam reformar este sistema, pensam em revolução, mas na verdade querem apenas uma reforma, trocar as poderosas e permanecer sem poder, criar novos partidos, trocar as pessoas exploradoras e permanecer exploradas. Os artifícios do Estado para criar esta ilusão são muito simples: elas tentam fazer com que acreditemos que o voto é um direito conquistado, que votar nulo é abrir mão do nosso papel como pessoa cidadã, que algum dia, algum partido será diferente, que o problema está nas pessoas corruptas e não no sistema, que a luta é “direita contra esquerda”, enfim, querem nos cegar para o fato de que “o buraco é mais embaixo”.

Está na hora de deixar de acreditar nas verdades que tentam nos empurrar goela abaixo sobre o que é revolução!

Voto não é um direito conquistado, é obrigação imposta, em países onde o voto não é obrigatório, eles dizem que se você sai de sua casa para votar no “menos pior” está sendo um ser que não merece ser chamada de cidadã. Não existem partidos diferentes, os partidos ditos de esquerda que estão ajudando as pessoas exploradas de fato o fazem porque querem conquistar nossa simpatia e deste modo conquistar nossos votos, estão elas também explorando as pessoas injustiçadas, usando a desgraça do povo como forma de manobra política. O problema não são as pessoas corruptas, mas sim o sistema que favorece as pessoas corruptas e pune honestas, não adianta trocar as pessoas políticas, não merecemos viver em um sistema onde não possuímos poder algum além do poder de escolher quem nos roubará, quem nos explorará.

A luta não é da direita contra a esquerda, mas sim das pessoas libertárias contra as que desejam nos tirar nossa liberdade, das que querem decidir os próprios rumos contra as que querem decidir isso por nós!

Acreditar em reformas é abrir mão de nossa liberdade e responsabilidade, sejamos responsáveis, sejamos livres!

Share this…
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterEmail this to someonePin on Pinterest0



Fonte: Anarkio.net