Dezembro 7, 2020
Do Reporter Popular
293 visualizações


A comunidade da Vila Areia convoca uma mobilização para o dia 10/12 (quinta feira), às 15h, onde haverá uma inauguração “simbólica” da ponte do Guaíba – visto que falta parte das construções das vias e sua finalização para conclusão da obra e funcionamento da ponte – com a presença do Presidente da República Jair Messias Bolsonaro.

Moradores das Vilas Areia e Tio Zeca vem se organizando na reivindicação por moradia digna. As comunidades sofrem com possibilidade de despejo por conta das obras da nova ponte do rio Guaíba, com o início das obras em 2014 e com investimento R$ 869 milhões no empreendimento nos principais gastos, consta o reassentamento das 600 (seiscentas) famílias da região próxima à Freeway.

As famílias da Vila Areia denunciam as situações precárias de moradia e a falta de contrapartidas dos órgãos responsáveis seja da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, do Governo Federal, DNIT e demais órgãos.
Com o avanço das obras, que já duram mais de 3 governos, está se aproximando de seu fim, se faz necessário a implementação das últimas alças para a ligação das vias onde estão as casas das Vilas Areia e Tio Zeca, para isso as famílias precisam ser retiradas do território, reassentadas.

Os moradores também denunciam os danos materiais causados pelas obras, como quebra de eletrodomésticos e quedas de luz, além do intenso barulho, sujeira, poeira e movimento do canteiro de obras e a violência por estarem a beira da principal rodovia de acesso a Capital com falta de garantias dignas de moradia.

A situação de indenização ou reassentamento se faz uma incerteza maior, hora que o DNIT não não dá seguimento aos processos a medida que a finalização das obras se aproxima.

Confira abaixo o vídeo com depoimentos das moradoras e moradores:




Fonte: Reporterpopular.com.br